Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

VIKINGS – 5

Sigtuna 5.JPG

Ex-igreja de Santo Olof

 

Pelos vistos, os suecos concordam comigo quando digo que as ruínas são monumentos ao desleixo das gerações anteriores. Em Sigtuna as ruínas estão consolidadas e em sua substituição existem construções relativamente modernas (do séc. XVIII para cá) que desempenham funções equivalentes. Refiro-me às igrejas, sobretudo.

Sigtuna-Mariakyrkan.jpg

Igreja de Santa Maria

 

Como já referi em texto anterior, a cidade foi fundada há mais de mil anos, é uma relíquia da História sueca e também um aprazível local onde a estrutura hoteleira entretanto instalada ao longo do município (mais de 4000 camas) lhe permite ser um importante centro de conferências. Não é, pois, um amontoado de ruínas, é, sim, uma localidade viva e, fundamental, com vida própria. Nada a ver com Pompeia, Herculano ou Conímbriga e muito menos a ver com Balsa que continua miseravelmente debaixo do chão.

Sigtuna, vista geral.jpg

 

Duas curiosidades que esta simpática localidade me revelou:

  • Teve durante muitos anos o mais pequeno edifício servindo de Câmara Municipal em toda a Suécia

Sigtuna_antiga Câmara.jpg

 

  • O último posto de telefone na via pública em toda a Suécia foi transformado em quiosque de troca de livros

Sigtuna ponto troca livros.JPG

 

É claro que o actual município tem sede num edifício maior (o primitivo está dedicado aos tempos escolares livres das crianças mais pequenas) e o quiosque de troca de livros fez-me pensar numa questão para que não tive «lata» de pedir informação: - Há quantas gerações já não há adultos analfabetos na Suécia?

A propósito de Câmaras municipais, amanhã vamos à de Estocolmo e fechamos a «loja» sueca.

(continua)

Janeiro de 2019

Sigtuna 6.JPG

Henrique Salles da Fonseca

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D