Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

TEOLOGIA, DA MINHA – 2

sol e núvens.png

 

Claramente pretensiosa a atribuição a estes pequenos textos da dimensão de matéria teológica. Mas que outro nome lhes hei-de atribuir? Metafísica? Sim, estou a referir-me ao que fica para além da física, ao imaterial. Mas na Metafísica cabe muito mais do que na Teologia e esta, sim, é a questão relativa à dimensão que tem a fé como inerência, em paralelo com a racionalidade. A Metafísica pode basear-se apenas na racionalidade; Deus exige fé. Nem Santo Anselmo conseguiu eximir-se à fé para elaborar o seu argumento ontológico. Nem Descartes, nem Pascal,… como já nem os teólogos da era patrística cristã ou aqueles que transformaram a filosofia budista em religião passando por todos os teólogos judeus, muçulmanos, hindus, xintoístas e até animistas. A Teologia existe para dar racionalidade à fé, para explicar o que aparentemente é inexplicável.

 

E cito Karl Popper a págs. 32 da sua autobiografia intelectual, «BUSCA INACABADA»[1] em que afirma que “a teologia (...) é devida à falta de fé”, conceito com que também não deixo de concordar pois quem tem fé não precisa de explicações e a quem a não tem, pode não haver explicações que bastem. Foi especialmente para estes últimos que a Teologia foi edificada.

 

Mantenho, pois, o título. Mas para descer ao nível que na realidade cabe às elucubrações que desenvolvo, aconchego tudo à cautelosa dimensão da «minhidade». E assim fica ab initio admitida a falibilidade.

 

 

Dezembro de 2017

 

Henrique Salles da Fonseca-16AGO16-2

Henrique Salles da Fonseca

 

[1] - ESFERA DO CAOS, 1ª edição, Fevereiro de 2008

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D