Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

PROFESSOR EXTRAORDINÁRIO

  

Comentário do Professor Miguel Mota ao texto

“Há quase 70 anos”

de Francisco Gomes de Amorim

 

Eng. Sardinha de Oliveira.png 

Nós tínhamos um professor extraordinário

 

Esta frase é perfeita para definir a pessoa do meu saudoso colega e grande amigo António José Sardinha de Oliveira. Foi um prazer ler esta prosa e recordar pessoas, locais e episódios que me foram familiares, em duas épocas diferentes. Primeiro, com o Sardinha de Oliveira; mais tarde com os locais que tinham sido a Escola de Regentes Agrícolas de Évora, depois entregues à Universidade de Évora. Quando, na década de 1950, trabalhei em Elvas, como Chefe do Laboratório de Citogenética da Estação de Melhoramento de Plantas, muitas vezes fui a Monforte visitar esse colega. Depois do jantar a conversa, sempre interessantíssima, prologava-se até à meia-noite ou uma hora. Numa dessas vezes, em que não estava a mulher do Sardinha e eu dormi lá, a conversa foi, sem darmos por isso, até às cinco da manhã. Técnico de muito elevada craveira e um apaixonado pelas máquinas agrícolas, inventou uma, que patenteou e construía, que substituía, com grande vantagem, o charrueco americano, então muito usado no Alentejo, para a armação do solo em espigoado . Quando deixou de se usar a tracção por muares e vieram os tractores, a máquina deixou de ter interesse. Um outro assunto a que dedicou excelente trabalho foi relacionar a meteorologia com a produção de trigo no Alentejo, que lhe permitia fazer, em Fevereiro, uma estimativa de como seria a produção de trigo, no Alentejo, nesse ano. Já depois da sua morte, várias vezes usei esses dados, em artigos para a agricultura, sobre a produção de trigo no Alentejo. E deram sempre certo. No “A bem da Nação” de Dezembro de 2013 relatei vários casos da acção do Eng.º Sardinha de Oliveira.  

 

Passemos para um período mais recente. As instalações da extinta Escola de Regentes Agrícolas, em Valverde, foram entregues à Universidade de Évora, para os seus cursos de Engenharia Agronómica. O edifício que se mostra na figura, antiga residência do bispo, que estava em mau estado, foi recuperado e transformado em residência, muito usado no período, em que a universidade tinha vários professores que vinham de fora, como foi o meu caso. É nas instalações da antiga Escola de Regentes Agrícolas que meu filho, também Professor, tem o seu laboratório de Nematologia. Recentemente, a Casa Sardinha de Oliveira, onde ele ficava durante os dias da semana, foi completamente remodelada, para melhoria dos serviços ali instalados.

 

Prof. Miguel Mota 

Miguel Mota

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D