Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

“PELLÉAS ET MÉLISANDE”

 

Enquanto se deixa encantar por Pelléas, Mélisande perde a aliança num ribeiro e quando chega ao castelo saúda Golaud, o marido, prostrado no leito após queda de cavalo. Notando a falta da aliança, Golaud ordena que Mélisande a vá procurar e só regresse quando encontrar o símbolo do seu casamento.

 

Ignorando a causa do desvario de Mélisande, Golaud pede a Pelléas que a acompanhe na busca. E lá foram os dois cumprir a ordem do Senhor do castelo… até que, enleados, se esquecem do regato onde a aliança caíra e entram pelo bosque onde rapidamente se perdem. Chega a noite e decidem entrar numa gruta para se resguardarem do frio e das feras. E eis que na escuridão se abre uma réstia de luz das brasas restantes de fogueira quase extinta. Descortinam então os vultos de três mendigos andrajosos…

 

… e a história poderia continuar assim: luxúria, alegria, assassinato, tristeza...

 

Trata-se de amores irresistíveis mas proibidos e quem quiser saber algo sobre o tema que não tenha sido tratado numa infinidade de outras peças teatrais, esqueça essa busca de novidade e contente-se com o trivial. Se quiser nacionalizar o tema, procure algo sobre os amores de Pedro e Inês, na certeza, porém, de que nunca as variações sobre o mote terão fim ad aeternum et per saecula saeculorum.

 

A novidade não está, pois, na peça de Maeterlinck mas tudo dá uma volta se o libreto passar a um plano mais esbatido e Claude Debussy assumir a partitura que, desta feita, se encontra sob a regência de Pierre Boulez. Quem tiver um tempinho (pouco mais de duas horas), assista em

Pelléas et Mélisande.jpg

https://www.youtube.com/watch?v=SZQ2Kjvu0i4

 

Então sim, encontra novidades no que até então era a música erudita. Basta dizer que Debussy tinha o seu homónimo Monet como expoente máximo da cultura francesa contemporânea para ouvirmos a sua música com outros olhos. Perdão, ouvidos.

 

Claude Monet.jpg

 

Não vou ao ponto de afirmar que Debussy fez a “monetização”[1] da música mas quase...

 

Melodias inesperadas para ouvidos mais conservadores, historicamente inovador, o grande expoente do impressionismo musical. Levei anos e anos para aprender a gostar.

 

Fevereiro de 2016

 

Porto Santo-MAI15-B.jpg

 Henrique Salles da Fonseca

 

[1] -Trocadilho com que pretendo fazer algum humor.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D