Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

ONU – CPI – NATO – UE – BREXIT

 

BREXIT.jpg

 

e outras vigarices

 

Comecemos com a ONU: tem feito algumas intervenções pouco positivas e muito desastre. Ajuda os amigos nos combates internos dos países, mas com o modo como é constituído o Conselho de Segurança, composto por 15 Estados-membros, sendo cinco membros permanentes - China, França, Rússia, Reino Unido e Estados Unidos - metidos “a besta” com direito a veto e dez membros temporários que nada mandam, este tal de Conselho de Segurança, teoricamente responsável por manter a paz e a segurança entre as nações, jamais será uma força de paz efectiva.

 

Se não tivesse os 5 membros com direito a veto... ninguém para lá iria. Assim ficam os poderosos SEMPRE a dar sentenças aos mais fracos, mas PAZ, que é bom, nada.

 

A Rússia dividiu a Ucrânia e... a Geórgia e... marcou as fronteiras que quis no fim da URSS, abateu um avião de passageiros da Malásia e... vetou que os outros lhe enchessem o saco.

 

O Bush inventou armas de destruição em massa no Iraque, foi lá destruiu tudo, criou o ISIS e... nada!

 

O King Kong atira foguetes nucleares para todo o lado e... nada. A China ocupou os mares da Coreia, Japão, Filipinas e... nada. Para que serve a droga da ONU? Custa muitíssimo dinheiro e não resolve nada.

 

A ONU tem algumas áreas bem mais válidas: UNESCO, FAO, UNICEF, o PAM (Programa Alimentar contra a Fome) e mais um monte de outras entre elas o famigerado FMI, e Agencia Internacional de Energia Atómica que faz tudo para que só os poderosíssimos tenham a bomba... Mas...

 

Vamos ver a CPI, a corte dos magníficos que se arvoraram em julgadores internacionais: a infeliz Corte Penal Internacional.

 

Acusada agora pelos países africanos, com a argumentação que a corte só julga pretos, que estão a ser descriminados pela corte de brancos (o que é quase verdade 13 a 2 africanos), a África do Sul, Gambia e Burundi já saíram fora do acordo, o Quénia e Namíbia estudam a saída e a Rússia que desde o primeiro dia ficou em cima do muro, agora também quer sair da fogueira, bem como o seu comparsa da Síria.

 

Não é bem verdade que só se tenham julgado africanos, mesmo considerando que o Gaddafi seja africano (ele era magrebino que é outra coisa), mas na realidade, excepção feita a um da Sérvia e dois da Bósnia, a maioria, nove, eram de países africanos: quatro do Ruanda (e foram poucos), dois do Sudão, (pouquíssimos) um do Quénia e outro do Congo RDC.

 

Haveria que julgar, à revelia, mais uma montanha deles: os grandes ladrões dos países africanos, que deixam milhões ou morrerem de fome ou viver na maior miséria – Angola, Guiné Equatorial, Zimbabwe, Uganda, Gabão, Camarões, África do Sul e buakamúkua – novamente os assassinos do Burundi, e do Sudão, o iconoclasta da Venezuela (que está a acabar de destruir não só a imagem como o próprio país), o rei do Marrocos que esmaga as populações do Sahara Ocidental, o Fidel que deixou o povo na miséria durante 60 anos e não larga, o megalómano King Kong da Coreia do Norte, o super assassino Al-Bagdathi, e o similar Assad, sem esquecer o frio, gelado e super matador Putin (Crimeia, Geórgia, Síria, Chechénia, etc.) e seu parceiro G. W. Mato!

 

Mas nem um destes está preocupado com a CPI. Para eles é mentirinha de europeus e não serve para nada, nem para ser respeitada!

 

Manter a CPI? A que custo? Para julgar quem? Brincadeira, que dá a ganhar, BEM, a MUITA gente.

 

E depois, como pertence à ONU, se quiserem julgar o Putin... lá vem o veto e eles metem o processo no...

 

E a NATO/OTAN? Viu a Rússia mamar uma parte da Ucrânia e como os russos são machos... nada! Fazem lindas manobras navais, os navios jogam esguichos de água para o ar, e no fim tudo acaba em pizza.

 

Juntam-se e decidem que vão dar cabo dos c... (e a dizer cornos, mas não digo) do Baghdati ou do Assad, mas depois um não vai porque... o outro aproveita para dizer que a mulher o não deixa ir para a guerra, e mais um outro, diz não sei o que. Muita falta faz o nosso querido e saudoso Solnado, para explicar como funcionam as guerras da OTAN!

 

Agora até o Trump já diz que pensa em sair da NATO. A NATO é coisa dos europeus, e eles que lá se entendam, tanto mais que o Putin também tem uma otanzona, chamada Pacto de Varsóvia, e o Trump que ainda nem assumiu já não sabe o que fazer. Parece que aliás ele nunca pensou nisso, nem se sabe se vai pensar.

 

É preciso não esquecer a UNIÃO EUROPEIA, que se está a desmantelar. Reino Unido, Grécia, Espanha, Hungria, Roménia e o que mais audiante se verá. Não admira. Tem vários parlamentos, milhares de deputedos, perdão, deputados, entretêm-se a legislar sobre assuntos importantíssimos como obrigar as fábricas de electrodomésticos a fazerem um secador de cabelo mais económico, para depois de terem gasto milhões em horas, impressos, etc., dizerem que afinal não é preciso, porque as pessoas usam esse treco alguns minutos por dia, há uns anos quiseram obrigar os portugueses a juntarem ao mosto do vinho açúcar de beterraba que estava em excesso na Holanda e Alemanha, e brincam, como garotos dementes com a vida de meio bilhão de pessoas!

 

Uma ideia brilhante, a União Europeia, mais antiga que o próprio Napoleão. Quando as ideias são brilhantes precisam de gente brilhante para as executar. Aí é ca porca troce o rabo!

 

Uma ideia razoável o €uro, que toda a gente aplaudiu, mas poucos foram ao fundo das consequências futuras, face à desigualdade de capacidade de produção dos vários membros.

 

Como moeda hoje não existe mais, é coisa barata – só o papel para a imprimir é que é caro – os membros ricos mandaram logo bilhões, trilhões para os pobrezinhos que se embebedaram com tanta grana que parecia caída milagrosamente do ar. Não, não foi a Senhora de Fátima, que nem sequer foi para isso consultada.

 

Agora querem que os pobres paguem. Vão pagar NUNCA. NUNCA!

 

Ameaçam sair da EU e do €uro. Sem pagar o que lhes “ofereceram” como presente autenticamente de grego.

 

Como? Há sempre uma solução, e quem viver, verá!

 

Depois deste texto escrito, não foi preciso viver muito!!! A UE declarou há dois dias que não vai mais encher o saco dos países que estão com as contas todas estropiadas! É evidente estavam todos a abandonar o barco que afundava... e vai afundar mais!

 

Os ingleses, menos de 50% dos que pensam, exultaram com o BREXIT. Os mentores e apoiadores desse golpe, foram para o governo e nomearam uma prima ministra parecida, por fora, com a Mulher de Ferro. Parece macha, mas neste momento a Dona May, o despenteado Boris Johnson, ex-mayor e agora Foreing Office, e o maior badalador pró Brexit, Nigel Farage (que entretanto usou 400.000 libras dos fundos comunitários para se eleger para o Parlamento... e não conseguiu e vai ter que os devolver!) os três obreiros responsáveis pela saída da UE não se entendem em como sair da EU! Brilhante políticos! A Inglaterra já perdeu larguíssimos bilhões não só com a desvalorização da sua moeda como com a saída do país de empresas gigantes. E o mais piadético de tudo é que já dizem que para repor tudo a andar fora da Europa precisam de mais 30.000 novos servidores públicos.

 

Tudo isto é uma lindeza... macabra.

 

Moral de todas estas histórias: o mundo está entregue a mentecaptos, assassinos, aváros e ladrões.

 

Ukuembo ua petu, moxi isuta

(Luxo por fora, lixo por dentro)

Provérbio quimbundo – “Missosso” – Oscar Ribas

 

Recomendo muito que assistam a este vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=Y4cqymfU_Nk

 

De Luanda. Uma lição que não se pode resumir, mas de que fica aqui uma ideia:

Quem já viu pobres, camponeses, os que vivem na marginalidade social a fazerem projectos megalómanos? E sobrevivem e sobreviveram através dos milénios, sem os crânios dos deputados a roubarem, a pensar que legislam e a destruírem o que o homem (e a mulher...) construíram com sua sabedoria humilde, com vontade e verdade?

 

17 e 19/11/2016

Francisco Gomes de Amorim, 2016

Francisco Gomes de Amorim

 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D