Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

O DESESPERO DE VAROUFAKIS

 

 

Publiquei há dias nestas andanças internéticas por que habitualmente deambulamos uma imagem de Varoufakis sentado no chão do Parlamento grego enquanto decorria uma qualquer discussão sobre a gravíssima situação negocial a que o Syriza conduziu o país. Ironicamente, legendei a foto com a pergunta sobre se se tratava de desespero perante a hipótese de um acordo entre a Grécia e a UE.

 

HSF-Varoufakis-désolé.jpg

 

Mas, na verdade, não fui irónico pois estou convencido de que os syrizados gregos e de todas as outras nacionalidades não querem que a Grécia chegue a qualquer acordo com os seus credores.

 

Porquê?

 

Porque, para eles, os capitalistas devem ser castigados, as dívidas não têm que ser pagas, os juros são sempre uma forma pecaminosa de agiotagem, porque é aos ricos que cumpre pagar a crise, porque...

 

Mas se a meio do percurso a UE cedesse em algo decisivo que transformasse o acordo num facto inultrapassável, não seria desta que os syrizados conseguiriam blasfemar contra os credores, contra os mercados, contra o capital, contra os juros, em suma, contra o establishment que eles querem afrontar.

 

O Syriza só pode imaginar-se sobrevivente se puder atirar as culpas para cima «das Instituições». Quando os gregos forem confrontados com a existência de senhas de racionamento a que eufemisticamente chamarão «Novo Dracma», terão por certo que lidar com cifras enormes para os escassos bens que consigam chegar às bancas dos mercados. Fome? Sim, muito provavelmente porque a agricultura grega sempre foi paupérrima e porque o pouco que se chegou a produzir se revelou incapaz de competir com o homólogo importado. E depois, era muito mais fácil importar do que dar-se à trabalheira da produção. Mas é claro que de todos esses desastres serão culpabilizadas as Instituições e respectivos especuladores.

 

É, pois, imprescindível para a esquerda mundial que a Grécia não chegue a acordo com os credores sob pena de se lhe rasgar definitivamente a bandeira da contestação.

 

Junho de 2015

 

C-HSF-Mékong.jpg

Henrique Salles da Fonseca

9 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D