Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

O BRASIL A CAMINHO DO BURACO

 

A caminho do precipicio.png

 

Está a desenhar-se uma dura luta neste país que começou por se chamar idilicamente de Vera Cruz. É grave o estado de saúde mental dos extremistas do “pt” que, salvo cortar gargantas, estão a comportar-se de forma igual aos terroristas islâmicos: destruir tudo.

 

Alguns exemplos em que muitos não vão acreditar que seja possível acontecer, mas os chamados “bons”, sempre os bobocas” acabam por pagar o pato, porque, ou confiam em milagres, e milagres não são para estas coisas, ou demasiado acomodados, pensam que o mal não passará da Síria... ou do Brasil. Mas se não estivermos bem atentos e dispostos a lutar, mesmo sem armas, um dia acordamos com Stalin ou Fidel no comando. Ou pior.

 

- Há dias houve mais uma convenção sobre o clima. Um Ultimato Global: acabar com as emissões de gazes tóxicos até 2100, e preservar as florestas. Não assinaram a convenção a China, que se está bem lixando para o planeta, a Índia que não sabe que rumo tomar e... o Brasil que precisa dos votos do povo do Norte. Aliás estas convenções são como as reuniões de emergência do conselho de segurança da “onu” – tudo letrinhas bem mixurucas – que são muito boas para quem lá vai e ganha um monte de grana, mas que não resolve ABSOLUTAMNTE nada.

 

- Para se ter uma ideia da protecção e da corrupção, que talvez se possa chamar de “paralela”, nos últimos vinte anos o preço das tarifas de omnibus subiu 711%, os combustíveis 463% e os automóveis 158%. Perguntarão: e daí? Daí que uma das mais fortes forças que manda nas assembleias legislativas das cidades é a “turma” das empresas de omnibus, que financiam os candidatos, etc. Além disso, i. é, além de terem o mais alto índice de aumento de que qualquer outro produto ou serviço, ainda são subsidiados pelos estados e prefeituras! Uma mina.

E os carros, porque só 158%? Primeiro porque as fábricas produzem cada vez mais robotizadas e sobretudo porque o desgoverno vem sistematicamente isentando os carros de IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados – para satisfazer os companhêros sindicalistas. Desta gente é que saem ministro, duputedos, senadores, sonegadores e outros malfeitores... como o apoio do “pt”.

Deste modo o número de carros novos que são despejados no mercado atinge 3,75 milhões por ano. Sem novas estradas, sem que se resolva o problema de circulação nas cidades, enfim, uma alegria.

 

- Há dois dias reuniu-se a Executiva Nacional do “pt”. (Os executores do país!) Decidiram, talvez mais do que por unanimidade, mas talvez por aplauso, lutar para:

 

a) – Revogar da Lei da Amnistia, condição básica para os militares terem entregue o poder aos civis. Depois para continuarem a caçar os, actualmente velhotes ou aposentados, que fizeram a vida negra dos terroristas – leia-se também dilminha, que jogou uma bomba na porta dum quartel, e matou a sentinela – e para continuarem a dar pensões milionárias a quem passou um dia ou um mês na cadeia. Enfim para se vingarem.

b) – Alterar a regulação da lei da mídia, para poderem calar os órgãos de informação, à imagem do que se passa na Argentina, Equador e Venezuela, entre outros, porque têm sido os jornalistas que denunciam mensalões, petrolões, e todas as demais infâmias de que o sapo-barbudo nunca soube nada. Nem a madama dilminha!

c) – O “pt” já começou a preparar os seus delegados a uma hipotética assembleia constituinte, que terá com função principal a sovietização ou bolivarianismo do país.

 

- Dois dias depois da madama dilminha, a gerentona, ser reeleita, o miserável governo bolivariano da Venezuela mandou um dos seus ministros, Elias Jauá Milano, vice-presidente e ministro do Poder Popular para Comunas e Movimentos Sociais da República Bolivariana da Venezuela, representando o governo do presidente Nicolás Maduro, assinar uma série de parcerias com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Os acordos visam a doutrinação e agitação bolivariana no Brasil a nível de comunidades locais para dar andamento à agenda comunista do Foro de São Paulo na América Latina.

 

Um comunicado publicado no site do ministério do Poder Popular para Comunas e Movimentos Sociais do governo venezuelano explica: “No âmbito da visita ao Brasil do vice-presidente de Desenvolvimento de Socialismo Territorial, Elias Jauá Milano, foram assinados uma série de acordos na terça-feira (28), nas áreas de formação e desenvolvimento de produtividade comunitária entre o governo bolivariano e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra do Brasil (MST), em Guararema, estado de São Paulo”.

 

Recentemente, Elias Jauá Milano causou polémica no Brasil quando a Justiça Federal decretou a prisão preventiva da venezuelana Jeanette Del Carmen Anza, babá de seu filho, presa pela Polícia Federal na madrugada de sexta-feira (24), ao desembarcar no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, Guarulhos, na Grande São Paulo. Numa maleta preta do ministro, a babá levava um revólver Smith & Wesson calibre 38 municiado e um detalhado manual que trata da “derrota permanente do inimigo” e cartilhas mencionando estratégias do Partido Comunista Chinês; uma delas ensina como “marcar e neutralizar o inimigo” e “como enfrentar crises e conflitos reais”.

 

Para justificar a arma, Milano afirmou na ocasião que a babá na verdade seria sua segurança, e carregava a arma para protecção dele e sua família. O ministro venezuelano assinou um termo perante um juiz e obteve a liberação da arma. A babá, entretanto, continua presa. (Coitadinha da babázinha!)

 

Lembro o que que escrevi há já uns quantos anos: o responsável pelo MST, declarou numa entrevista, para que todo o Brasil tomasse conhecimento, que, quando ele desse ordem, em 24 horas teria na rua 200.000 homens armados. E voltou agora a afirmar que se a sua dilminha perdesse as eleições provocaria o caos no Brasil.

 

Com este magnificente, ladrão, corrupto e ineficiente desgoverno petista, em 2013 o percentual de extremamente pobres aumentou de 3,8 para 4%. mais 850 mil pobres! Hoje, segundo dados colectados e prontos desde Setembro, mas não divulgados antes das eleições (!!!!!) o Brasil tem quase 9 milhões em situação de extrema pobreza. E dá a esmola do Bolsa Família a quase 25% da população do país! Insanidade total!

 

No entanto em meio às belezas cicundantes, ainda prevalece muito a prepotência do “você sabe com quem está falando?” – Há dias um juiz, desembargador, de nome João Carlos de Souza Correia, foi apanhado numa blitz da Lei Seca (controle de alcoolemia ao volante) por uma agente, Luciana Tamburini. Sexa não levava nem carteira de condução, nem documentos do carro que nem sequer placa tinha. A agente disse-lhe que o carro tinha que ficar retido e ser rebocado. O juiz, um dos que pergunta “você sabe com quem está falando”, deu voz de prisão à agente, que não acantou, dizendo-lhe “o senhor pode ser juiz mas não é Deus!” O malfeitor, leia-se o juiz, telefonou para a Polícia Militar e mandou lá ir uma equipe, que não demorou. O policiais queriam algemar a agente! Acabaram na Delegacia, onde o juiz apresentou queixa contra a agente por falta de respeito! Um colega, outro juiz julgou a questão. Moral da história: obrigou a agente a indenizar o juiz em R$ 5 mil.

 

Ontem, seguindo o exemplo da “democracia”, um juiz mandou tirar um radar montado perto da sua casa porque foi multado! E a Prefeitura teve que obedecer à “ordem” judicial (judicial???)

 

Estamos onde? Na Russia de Putin, na Coreia do Norte?

 

Não! Estamos no Brasil, onde dizem que por haver votação – fraudada, sempre – se vive em democracia, na Cidade Maravilhosa, com Ipanema e “Copacabana a princesinha dos mares”, e com estas corjas de urubus e malfeitores à solta e ainda julgando em tribunais pelo corporativismo.

 

05/11/2014

 

Francisco Gomes de Amorim, Junho 2013, Lisboa.jpg

Francisco Gomes de Amorim

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D