Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

NÓS, OS FILHOS DOS VENTOS CÁLIDOS – 7

 Sabedoria - característica de uma pessoa sábia, com um conhecimento extenso de várias coisas, instruída, que tem senso comum e se comporta conformemente ao que a sociedade dela espera.[i]

* * *

Da vulgata dos ditos populares, extraio que «viver não custa, o que custa é saber viver».

Mais rebuscadamente, diz-se que, quando não se pode discutir uma situação, a sabedoria aconselha a extrair dela o melhor partido possível.

* * *

Era a débâcle, chegara a hora de mostrarmos se eramos dignos do epíteto grego, era agora ou nunca que mostraríamos se tínhamos ou não sabedoria e se ela serviria ao cenário da sovietização de Lisboa. Ainda a palavra não estava no nosso léxico mas o stress já por cá andava aos gritos dos funcionários do Partido Comunista trajando à proletária, ao sequestro da Assembleia da República lembrando o incêncio do Reichstag e equivalente significado político, a ditadura, a reivindicação da unicidade sindical, as nacionalizações sequentes a inventonas sobre inventonas, o aviltamento dos valores burgueses, a glória dos do proletariado, o nivelamento por baixo naquilo a que só os comunistas chamam «democracia». Tudo, com o apoio duma facção militar em que uns tantos não queriam reconhecer que tinham cavado a tumba da Nação e por outros que estavam mesmo convencidos da validade da traição. Os dessa facção ainda hoje, passados 40 e tal anos, continuam a não perceber que a alternativa era a de se considerarem traidores ou marionetas - mas é claro que ainda estão a tempo de fazerem a opção que melhor lhes sirva. E não venham para cá com a desculpa de que tinham que assumir a missão que cabia aos políticos encontrando uma solução para o problema colonial porque era sabido que essa discussão estava em curso à escala nacional dentro e fora dos círculos oficiais. Simplesmente, o golpe de Estado comunista não era compatível com essa espera, havia que precipitar os acontecimentos e foi isso que essa facção fez. E não venham também com essas loas da «liberdade, liberdade» porque ao 25 de Abril de 1974 a liberdade conquistada foi a que os comunistas adquiriram para poderem mandar prender quem se lhes opunha.

A liberdade, essa sim, é um conceito unicitário mas só chegou a Portugal em 25 de Novembro de 1975 depois da facção dos traidores ter sido neutralizada por militares não traidores nem imbecis e depois de nós, os burgueses cosmopolitas, termos assumido que não nos competia temer.

Este avanço para a luta política foi a primeira prova da nossa sabedoria não olhando a pormenores e juntando-nos todos do lado ocidental da barricada da Democracia; os detalhes ficariam para quando Portugal estivesse a salvo da garra soviética. E foi em torno de Mário Soares que fizemos frente à opressão e a vencemos.

Mário Soares poderá ter tido muitos pontos de vista diferentes de muitos de nós mas que ninguém lhe negue esta «paternidade da Democracia» em Portugal. Nós demos a presença do corpo mas foi ele que deu a cara.

Mesmo assim, a sabedoria continuaria à prova…

(continua)

Maio de 2019

Henrique Salles da Fonseca

 

 

 

 

 

[i] - Por adaptação de https://www.significados.com.br/sabedoria/

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D