Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

NO DIA DE FINADOS

Lembrei-me dos meus e lembrei-me também de outros finados longínquos, desconhecidos.

* * *

Há muito esquecidos por alguns, ignorados por outros e completamente desconhecidos dos restantes europeus cristãos de obediência romana, os filósofos gregos e suas subtilezas foram trazidos de volta ao conhecimento dos ibéricos por eruditos árabes do Al Andaluz.

Claro está que esses conhecimentos apenas terão transbordado para círculos de erudição muçulmana e, por osmose, para moçárabes. Creio que dificilmente essa erudição subtil tivesse chegado aos círculos mais privilegiados da cristandade afecta a Roma.

Naquelas épocas (refiro-me ao séc. XII da nossa era), na Europa, a lógica ainda não era (voltara a ser?) aristotélica e a razão estava no fio da espada.

Em 30 de Junho de 1147, dentro das muralhas de Lisboa vivia uma importante comunidade cristã moçárabe misturada com muçulmanos que, à ´época, eram benignos mas no dia seguinte, 1 de Julho, a frota dos cruzados bretões e teutões fundeou no Tejo e os seus tripulantes tomaram a zona a Ocidente da cidade (a que hoje chamamos a Baixa-Chiado) e as tropas de D. Afonso Henriques tomou a zona a nascente (a que hoje temos por Stª Apolónia) assim se dando início ao cerco de Lisboa. Em 20 de Outubro, os católicos entraram na cidade e D. Afonso Henriques, perdendo o controlo da voracidade sanguinária dos cruzados, teve que assistir ao saque e à chacina dos sitiados. O sangue jorrou sem que teutões nem bretões distinguissem muçulmanos de cristãos moçárabes. Um dos degolados foi o próprio bispo (moçárabe, herdeiro da já distante tradição visigótica) que logo de seguida foi substituído por Gilbert de Hastings ali mesmo nomeado (por quem?) bispo de Lisboa e de obediência a Roma.

Na pessoa desse bispo degolado (cujo nome tentarei descobrir) no dia 20 de Outubro de 1147, recordo hoje, 2 de Novembro de 2021, os cristãs de rito moçárabe chacinados na conquista de Lisboa.

Mas, continuando a referir finados, o cemitério dos cruzados teutões mortos nesta conquista está situado nos baixos da Igreja de S. Vicente de Fora e o dos bretões é nos baixos da Basílica dos Mártires, na Rua Garrett.

Lisboa, 2 de Novembro de 2021

Henrique Salles da Fonseca

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2008
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2007
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2006
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2005
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D
  248. 2004
  249. J
  250. F
  251. M
  252. A
  253. M
  254. J
  255. J
  256. A
  257. S
  258. O
  259. N
  260. D