Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

MUITO DESMORALIZANTE

 

 

Terão talvez notado a minha ausência ou rarissima actividade.

 

Isso deve-se a duas causas: uma doença que me atazanou (a de Crohn) cujos sintomas já desapareceram mas cuja terapêutica me tem deixado de rastos; a outra causa tem a ver com o meu desalento em relação ao desvirtuamento do sentido democrático por que passamos (perdedores a governar e ganhadores na Oposição), política de fomento do consumo em vez de fomento da base produtiva, aumento da despesa pública, inequívoco encaminhamento para nova bancarrota.

 

E é para mim claro que as sanções (quer as de base real quer as eufemísticas de base nula) resultam de razões políticas em que os argumentos técnicos não passam de conversa fiada. Conversa fiada que eu próprio faço no final do parágrafo anterior.

 

O problema está no exercício do Poder por uma coligação não referendada. E tudo resulta daí e só daí.

 

Uma Constituição de génese democrática que faculta a inversão dos valores democráticos, não é democraticamente credível.

 

Solução? Revisão constitucional, evidentemente.

 

E quem fará essa revisão? Espero bem que Deputados democraticamente eleitos e não «deputados» nomeados por algum caudillo chavista, pinochista ou sabe-se lá mais quê.

 

Assim ficam por cá os avisos da UE à navegação espanhola.

 

Como está é que é desmoralizante.

 

Lisboa, Julho de 2016

 

Porto Santo-MAI15-B.jpg

 Henrique Salles da Fonseca

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D