Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

MERDEKA – 6

 

Sobrepondo o mapa da Indonésia ao da Europa e fazendo coincidir Lisboa com a cidade indonésia mais ocidental, Banda Aceh, a localidade mais oriental que aparece no mapa do Google, Jayapura (Papua), corresponde quase a Astana no Cazaquistão. Estou a referir algo como sete mil quilómetros ao longo dos quais se distribuem nada menos do que 17.508 ilhas. Visitámos duas (Java e Bali), ficaram 17.506 por visitar. Foi em duas das que não visitámos que houve terramotos, tsunamis e erupções vulcânicas. Desta vez, a Lei das Probabilidades funcionou a nosso favor. «Sampai kapan?» é como eles perguntam quando nós perguntamos «Até quando?». Haja Deus!!!

 mapa_indonesia.gif

  

Com mais de 700 línguas e linguagens (a que os eruditos chamam dialectos), houve que fazer alguma coisa que assegurasse um entendimento comum. E como nas épocas fundacionais da República ainda não havia as comunicações que hoje aproximam toda a gente e respectivos linguajares, inventaram uma nova língua a que chamaram «bahasa indonesia», ou seja, «língua indonésia». Feita para aproximar os povos, a preocupação dos linguistas também se centrou na simplificação e, vai daí, todos os verbos se conjugam apenas no Infinito. Não há por lá Presentes, Futuros, Pretéritos nem Indicativos, Conjuntivos e outros que tais… Semântica e Sintaxe? Bem, parece que alguém se esqueceu dessas particularidades - vão pondo palavras umas a seguir às outras e ainda vou investigar se há por lá lugares apropriados para as vírgulas.

 

Então, na escola, as crianças aprendem a língua local, o indonésio e o inglês. Não está mal, não. A escolarização é universal e eis como todos os “não velhos” são trilingues.

 

Breve pesquisa internética fez-me saber que as Universidades são muitas ministrando os cursos que todos esperamos que elas ministrem e que, para além dessas, há muitas mais instituições de ensino pós-secundário. Como não estou em idade de ingressar nalguma carreira académica, deixei-me ficar por uma pesquisa sumária mas como pode haver quem me leia e se interesse por isso, sugiro que iniciem a busca em

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_universities_in_Indonesia

 

Outra particularidade que me surpreendeu pela positiva foi o facto de não ter visto miséria. Em todo o lado por onde andei – e andei por muito lado nessas duas ilhas que visitei – não vi um único esmoler. Descortinei, isso sim, por trás de uns tapumes carregados de trepadeiras floridas no centro de Jakarta uns quantos casebres que resistem à onda de progresso que à sua volta se manifesta. Algo me fez lembrar a «Lei Cristas do arrendamento urbano»…

 

Jakarta central.jpg

 

Talvez que os ditos casebres não envergonhassem qualquer paisagem rural mas, ali, no centro da Capital, destoam claramente. E assim, em vez de violentarem os proprietários com espúrias expropriações e os residentes com horríveis despejos, põem-lhes uns tapumes embelezados com trepadeiras que até lhes dão uma vida mais florida.

 

E hoje fico-me por estes arranjos florais. Até amanhã.

 

(continua)

 098.JPG

 Henrique Salles da Fonseca

(algures na Indonésia, sei lá onde…)

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contador


contador de visitas para site

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D