Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

KALIMERA - 1

 

 

Há sensações mais agradáveis do que essa de nos sentirmos analfabetos. É que basta afastarmo-nos dos lugares de Atenas e suas redondezas mais turisticados para que os letreiros gregos sejam um verdadeiro despeneiranso para quem tem a mania de que é sabichão. E lá fui recordando o alfa, o beta, o gama, o delta e seus seguidores mais usados em matemática para começar a soletrar uma palavra ou outra e, daí, tentar extrair alguma informação. Mas os resultados eram tão minguados que foi com alívio que, chegando ao centro, comecei a encontrar letreiros bilingues. Lembrei-me depois do tau, do ró, do fi e do psi para já não falar do nosso amigo pi. Conclusão: vai aprender e deixa-te de peneiras.

Alfabeto grego.png

 

Crise? Não vi. À semelhança do que se vê em qualquer outra capital europeia, topei com alguns sem-abrigo que me pareceram alcoólatras e não propriamente desgraçadinhos escorraçados da sociedade estabelecida pela crise por que a Grécia passou. E aqui aplico o Pretérito do verbo «passar» porque não vejo motivo (aparente) para o conjugar no Presente. E é claro que estou a referir-me a esses tempos no Indicativo. Eu indico que por ali não há crise porque conjuntivamente, a questão seria a de saber se ela (a crise) por ali passasse, se o aspecto da vida que passava à minha frente seria aquele. Impossível.

 

Portanto, das duas, uma: ou não há crise ou eles são todos uns fingidos.

 

Vamos por partes…

 

A crise não existe enquanto os credores permitirem, enquanto não puxarem o tapete. E será que vão puxar? Não creio. Arriscavam-se a perder tudo o que lá enfiaram. Assim, pelo menos, vão recebendo os juros.

 

Mas a desfaçatez com que eles mentem aos credores é que me parece fantástica: fazem uns Orçamentos todos certinhos com a vontade alemã e logo de seguida se ficam nas tintas e fazem o que querem. Exactamente ao contrário do que se passa em Portugal onde o Governo faz Orçamentos todos folclóricos para agradar à «geringonça» para logo depois os regarem com uma chuva de cativações que os põem à maneira dos credores.

 

Mentira por mentira, prefiro a nossa.

 

Até que me deparei com um taxista que me explicou tudo.

 

Já lá vamos, fica para a próxima.

 

3 de Abril de 2018

Holanda-JAN18.JPG

Henrique Salles da Fonseca

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D