Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

IDEOLOGIA

 

ideologia.png

Perguntado sobre se a ideologia melhora ou piora o homem, sou levado a responder que melhora na medida em que dá um sentido à vida e que piora se se transforma numa alienação.

 

A ser verdade que «cada cabeça, sua sentença» e que «da discussão nasce a luz», então a ideologia serve de trave mestra na definição de parâmetros que enquadrem a discussão evitando derivas extravagantes. Mas se cada interveniente se colar monoliticamente à sua ideologia, então deixará de haver diálogo e tudo passa ao confronto entre teimosos graníticos. Está por escrever o diálogo entre duas pedras.

 

Daqui concluo que a ideologia é boa desde que os seus professos mantenham um espírito de abertura que lhes permita verificar se os seguidores de outras ideologias não terão alguma lógica também por si aceitável ou, no mínimo, compreensível.

 

A falta de uma ideologia representa a aridez mental propícia à manipulação, nomeadamente pela «mão invisível» tão actuante nestes dias que correm...

 

O culto da aridez mental, eis a prática dos ditadores e dos órgãos de comunicação generalistas; os temáticos manipulam tão descaradamente que se tornam ridículos e só apanham papalvos.

 

Sim, é preferível que se tenha uma ideologia.

 

Henrique Salles da Fonseca, Delhi.JPG

Henrique Salles da Fonseca

(na grande Mesquita de Nova Delhi, Janeiro de 2008)

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D