Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

FRANCISCO GOMES DE AMORIM NOS CÉUS DO RIO DE JANEIRO

 

 

Aos 83 anos, pai voa de parapente pela primeira vez para jogar cinzas de filho vítima de acidente de speed fly

Veja o vídeo da homenagem feita de Francisco de Amorim, que decolou da Pedra Bonita no úlitmo domingo

por Maíra Rubim - O GLOBO

 

FGA-parapente-FOTO 1.jpg

 Francisco Amorim presta homenagem ao filho

 

RIO - Aos 83 anos, Francisco de Amorim nunca havia praticado o voo livre, mas a vontade de homenagear seu filho, Tiago de Almeida Gomes de Amorim, morto após ter a vela de speed fly fechada por uma rajada de vento na Pedra Bonita no último dia 9, fez com que ele voltasse ao local do acidente no domingo para voar de parepente e jogar do céu as cinzas de Cobra, como era conhecido Tiago.

— As pessoas dizem que o esporte é perigoso, mas andar num automóvel também é. O Tiago já havia me convidado para voar, mas eu achava que não tinha mais idade para isso. Quis fazer o que ele gostava. Agora, não me admira que quem comece a voar, não queira nunca mais largar o esporte. O voo é maravilhoso. Compreendi toda a paixão do Tiago e se eu fosse mais novo, começaria a praticar o esporte — afirma Amorim.

 


https://youtu.be/c9QBGz5ekdo


Amigos, a esposa, o filho de 18 anos, a mãe e dois irmãos de Cobra participaram da cerimônia que reuniu cerca de 50 pessoas na rampa de voo livre de São Conrado. Pilotos próximos a Cobra planejavam decolar em grupo para prestar uma última homenagem, mas as condições meteorológicas não permitiram.

— O Tiago não vivia sem voar e o esporte era parte da vida dele. Ele voava todos os dias e estava sempre subindo em novas pedras para explorar se um novo ponto de decolagem seria possível. Ele nos contava muitas histórias, falava sobre seus amigos, sempre com graça, era a alegria da família — lembra o pai.

FGA-FOTO 2.jpg

 Cobra foi o primeiro piloto de speed fly a descolar do Corcovado

 

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D