Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

FÉNIX RESSEQUIDA

 

José Pacheco Pereira.jpg

 

Acabo de ouvir a “Quadratura do Círculo”, na arrogância fluente e elegante de José Pacheco Pereira, no – felizmente para a nossa auto-estima como povo que também sabe ponderar sensatamente – discurso claro, correcto, revelador de boa formação moral e ideológica de António Lobo Xavier, na expressão frontal, aparentemente serena de Jorge Coelho, o espertalhão do sucesso e do jogo pelo seguro. Ouvi. E não sei reproduzir. Como sempre, encantada com Lobo Xavier, pessoa isenta que não se deixa intimidar pelos extremismos dos seus antagonistas, sabendo reconhecer as contingências em que se movem os do Governo, e os esforços de recuperação que os outros fingem ignorar.

 

Pacheco Pereira arranca no seu ataque, prevendo bons resultados para o ministro grego na sua provocação à Europa, achando por bem que a Grécia continue a mamar do leite daquela sem mais obrigações do que ir suavemente correspondendo, em doses comedidas, à mama que dela colhe, sem mais escrúpulos de consciência. Pacheco Pereira considera as responsabilidades da Alemanha no descalabro dos países brincalhões do sul e do ocidente, entende que os do Plano Marshall ajudaram outrora a mesma Alemanha, facciosamente não reconhecendo a esta o trabalho de recuperação próprio de um povo ordeiro, consciencioso e trabalhador, continuando além disso a condenar ferozmente o Governo de Passos Coelho, tal como o fazem tantos da sua igualha – embora ele se considere único da sua espécie, Fénix gloriosa, renascendo a cada passo dos seus ódios e pretensões – sem querer ponderar quanto tem de grande e de heróico uma actuação governativa honesta, que trouxe ao nosso país – mau grado a penúria partilhada – o contentamento do procedimento correcto, que nos liberta do papel único de parasitas do esforço alheio.

 

Berta Brás.jpg Berta Brás

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D