Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

FASTEN SEAT BELTS - 2

A empresa sedeada em Cantanhede que está a desenvolver uma vacina contra o Covid é a IMMUNOTHEP e resulta de um «spin off» do “Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar” da Universidade do Porto.

Quanto à Investigadora que sugiro que seja graduada em Tenente-General, trata-se da Professora Doutora Maria João Ramos sobre cujos trabalhos encontrei na Internet a informação que segue:

NOTÍCIAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO

Professora da FCUP lidera "busca" por novos fármacos contra a Covid-19

13.05.20Por Renata Silva / FCUP

  Investigação encabeçada por Maria João Ramos conta com o apoio de supercomputadores disponibilizados por um consórcio mundial, liderado pela IBM.

Maria João Ramos é Professora catedrática e diretora do programa doutoral em Química da FCUP.

A docente e investigadora Maria João Ramos, da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), está a liderar uma investigação que visa a descoberta de fármacos contra a protease principal do vírus da COVID-19, uma enzima que é responsável pela sobrevivência deste vírus no hospedeiro humano. O projeto é um dos 40 aprovados no âmbito do COVID-19 High Performance Computing Consortium, um consórcio liderado pela IBM e que disponibiliza supercomputadores para ajudar investigadores de todo o mundo a encontrar formas de combater a pandemia.

Este trabalho de investigação, da responsabilidade do Grupo de Bioquímica Computacional, do Laboratório Associado para a Química Verde (LAQV-REQUIMTE), da FCUP, está a ser desenvolvido com o apoio da IBM através da plataforma Extreme Science and Engineering Discovery Environment (XSEDE).

Os objetivos principais incluem a determinação do mecanismo de ação da protease principal do vírus SARS-CoV-2, que provoca a COVID-19, bem como a apresentação de uma lista de compostos inibidores da protease principal do vírus, com potencial para servirem de base para o desenvolvimento de fármacos para tratar infeções pelo vírus.

“O nosso grupo de investigação está muito habituado a trabalhar na descoberta de fármacos e temos tido várias consultorias de empresas nacionais e internacionais nesse sentido. É, pois, com enorme entusiasmo e dedicação que o nosso grupo está a desenvolver este projeto que assume particular importância para nós, dado o significado que o mesmo assume atualmente e o seu impacto a nível mundial”, afirma Maria João Ramos.

 

O consórcio liderado pela IBM tem estado a rever propostas de investigadores de todo o mundo, disponibilizando os recursos dos supercomputadores apenas a projetos que possam criar maior impacto, tanto na criação de terapêuticas e de uma possível vacina, como no desenvolvimento de modelos preditivos para avaliar a progressão da doença.

Sobre o Consórcio

No final de março, foi anunciada a criação do COVID-19 High Performance Computing Consortium, uma iniciativa público-privada que visa combater a COVID-19 tirando partido das capacidades da supercomputação. A IBM está na liderança deste consórcio que reúne líderes da indústria, da academia e de entidades governamentais, num total de 37 membros.

Este consórcio foi criado em poucos dias com o objetivo de disponibilizar sem custos uma capacidade computacional sem precedentes – tem atualmente mais de 30 supercomputadores com mais de 420 petaflops – para ajudar rapidamente os investigadores de todo o mundo a encontrar formas de combater a COVID-19.

Sobre Maria João Ramos

Professora catedrática e diretora do programa doutoral em Química da FCUP, Maria João Ramos é licenciada em Química pela Universidade do Porto e doutorada pela Universidade de Glasgow (Escócia) e o Swiss Institute for Nuclear Research. Na Universidade de Oxford (Inglaterra) realizou um pós-doutoramento em Modelação Molecular e foi durante muitos anos diretora associada do National Foundation for Cancer Research Centre for Computational Drug Discovery da Universidade de Oxford.

Responsável pelo grupo de investigação em Química Teórica e Bioquímica Computacional da FCUP, tem uma vasta reputação internacional nas áreas da catálise enzimática, mutagénese computacional, docking molecular e descoberta de drogas, sendo autora de mais de 250 artigos científicos em revistas internacionais.

Vice-Reitora da U.Porto para a Investigação entre 2014 e 2018, foi agraciada, em 2014, com o título de Doutora Honoris Causa pela Universidade de Estocolmo.

In - https://noticias.up.pt/professora-da-fcup-lidera-busca-de-novos-farmacos-contra-a-covid-19/

A bem da Nação, daqui lanço um apelo ao nosso Primeiro Ministro para que nomeie um militar e não um político para reger este conjunto de valores endógenos portugueses a fim de alcançarmos a restauração da soberania nacional no actual processo pandémico.

Fevereiro de 2021

Henrique Salles da Fonseca

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2005
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2004
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D