Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

FARSAS TRÁGICO-CÓMICAS

 

 

 

1.- Directora do IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística é demitida! Isto porque apresentou (atenção: em ano eleitoral!) um percentual de desemprego no país mais alto do que a registrada nos centros urbanos. Outros quarenta e cinco coordenadores pedirão também a demissão em solidariedade com a directora.

 

Como já é hábito trocar-se de directores de empresas estatais que revelam índices que desagradam à ditadura petista, agora procurarão outro que faça os cálculos de maneira “mais amiga” e mostre as maravilhas do seu, total, des-governo. À la cristininha das pampas que manda comunicar a inflação que lhe apetece! Em vez de 30 ou mais ao ano ela MANDA que são só 8 ou 9. E viva o tango.

 

2.- Exactamente uma semana após o governador do Rio ter inaugurado uma escola que ele afirmou “seria uma escola-padrão”, apresentando, nesse dia, as salas cheias de computadores e projectores de imagens, a Secretaria de Educação foi lá e retirou os computadores todos. E não só: levou também telefones e projectores. Mas na ocasião o governador tirou muitas fotos ao lado dos equipamentos.

 

3.- A Petrobrás, a grande Petrobrás, está na pior. Os escândalos sucedem-se, envolvendo largos, larguissississimos milhões de Reais em corrupção para “intermediação de negócios”, compra de equipamentos de cinquenta milhões de dólares sem concorrência pública, além da compra da refinaria em Pasadena US, vendida por quarenta e dois milhões de dólares um ano antes do Brasil a comprar por dois biliões.

 

Os petistas com o sargento lula à cabeça estão a fazer os impossíveis que uma CPI da Petrobrás não ande. Mas é tanta a corrupção, e são tantos os directores envolvidos que se um bota a boca no trombone... vai entrar no ventilador.

 

Ainda tem uma “gracinha” que é a construção de outras refinarias: a de Pernambuco orçada em 2,5 biliões de dólares e para ser parceria com a Venezuela, vai custar mais de 20 biliões e... só o Brasil entrou com a grana.

 

Já na refinaria de Itaboraí RJ, a Auditoria do Tribunal de Contas constatou atrasos injustificáveis nas obras e serviços, devido a dificuldades financeiras da contratada em pagar seus fornecedores e impactos causados pelas chuvas, o que causou prejuízo mensal estimado em R$ 213 milhões. Em Novembro de 2013, de acordo com o TCU, 27% das obras das tubovias tinham sido concluídas, bem abaixo dos 72% previstos no cronograma.

 

Estas duas obras já custaram, até agora e estão longe de começarem a trabalhar mais de 40 biliões de dólares do que o orçado!

 

Outro docinho que está a aparecer: um contrato escuso que a Petrobrás assinou com um empresa ligada a essa canalha, só de 453 milhões.

 

A madama dona presidentA agora diz que “querem destruir a Petrobrás”! Tem até graça, quando a quadrilha que ela lá dentro comanda está a deixá-la no esqueleto. Mas a culpa é dos órgãos de informação, claro!

 

Soma e segue.

 

4.- A Balança Comercial do Brasil continua a apresentar saldos negativos. O pior resultado em quase... muitos anos. É que os “negócios da China” estão a amarelar, e os investimentos no “país-do-faz-de-conta” a sumir. Nem deu para tapar a vigarice ter metido nas contas “Exportação” uma plataforma de petróleo que foi para... aqui mesmo!

 

5.- Um dos gangteres do “pt” que conseguiu alcandorar-se a vice presidente da câmara dos deputedos e, muito educadamente fez um imenso manguito ao Presidente do Supremo Tribunal, com a intenção, declarada, de lhe dar uma cotovelada na cabeça, está em vias de ser preso. As suas ligações com a banditagem da corrupção, por ora só indicam desvios de cerca de 10 biliões.

 

6.- Uma das hidro eléctricas em construção, Jiraú, em 2008 tinha inauguração prevista para 2013. Agora será (?) para 2016, e o custo orçamentado em US$ 8 biliões irá para, se... em US$ 17,4 bi. Entretanto com a falta de chuvas São Paulo está à beira de um colapso. O sistema de abastecimento está abaixo do nível mínimo! O que os des-governos, central e estadual, têm feito? Isso mesmo: mais ou menos nada.

 

7.- Ainda no tempo do sapo barbudo se inventou um nome para programas de investimento a que, lindões, chamaram de PAC. Algum tempo depois ainda este PAC não ia nem em 20% do previsto, estrambolicamente o governo lança o PAC 2 que deveria ficar concluído até finais de 2014. Deste PAC, 53% ainda não saiu do papel e só 12% das obras foram prontas. Das 5.257 creches prometidas estão prontas 233 – 4,44% – e de 9.158 quadras esportivas, concluíram 481, isto é 5,25%.

 

Mas a madama já afirmou: vai lançar o PAC 3 e se for reeleita tudo ficará pronto até ao fim de mandato, no “país do faz de conta”!

 

Já estou a acreditar até em Papai Noel!

 

Sugiro que leiam a crónica, escrita por um grande jornalista, Nelson Motta, e publicada em “O Globo” dia 11 de Abril:

 

CÂMARA ARDENTE

 

A Câmara dos Deputados vai abrir concorrência para escolher uma agência de propaganda para identificar as causas do desgaste de sua imagem e melhorá-la com uma cam­panha publicitária de 10 milhões de reais. No país da piada pronta, seria só mais uma, se não fôssemos nós a pagar a conta desse deboche com contribuinte e afronta à inteligência alheia. Nem 100 mi­lhões de reais e Nizan Guanaes, Washington Olivetto e Duda Mendonça juntos fariam o milagre: a própria ideia da campanha suja ainda mais a imagem da Casa. Logo em seguida ao anúncio ultrajante, co­mo uma irónica resposta da realidade, foram ao ar o voo de 100 mil reais que um doleiro | preso pela PP pagou para o então vice-presidente da Câmara, André Vargas, e as relações perigosas entre os dois. Apavorados com a contaminação, o Planalto, Lula e o PT já joga­ram Vargas ao mar, outros partidos temem novos nomes, a manada entrou em pânico di­ante do perigo iminente. As eleições vêm aí e agora as cassações são por voto aberto. Quem condenará quem?

 

As acções e omissões de cada um numa even­tual CPI-bomba, com televisão ao vivo, vão ser mais convincentes, para o bem e para o mal, do que qualquer campanha publicitária. O públi­co acaba percebendo o que eles tentam escon­der e as manobras para diluir as culpas, que, no fim, atingem toda a instituição. Mas terminar em pizza no meio da campanha vai ter um pre­ço salgado para todos.

 

No que se refere, como diz a Dilma, à Câ­mara, a única certeza é a de Ulysses Gui­marães: a próxima será pior. A matemática é triste: entre os novos e honestos que en­trarão, vários vão se corromper pelo po­der, pelos privilégios e pela vaidade, mas quem acredita que algum dos velhos picaretas já instalados vai se regenerar? Não é por acaso, André Vargas estava se prepa­rando para tomar a presidência da Câma­ra, o ex-presidente João Paulo Cunha está preso, e o próximo pode ser o deputado Eduardo Cunha.

 

Nossos 10 milhões de reais só vão melhorar a vida da agência de publicidade e piorar ain­da mais a imagem da Câmara. Mas eles não ligam, repetem para nós o que o doleiro Youssef digitou a André Vargas: kkkkk. •

 

 Nelson Motta

 

Tem muito mais farsas. Mas... reclamar para quê? A ditadura continua a comprar votos, a destruir as instituições que ainda tinham alguma notoriedade e isenção, através de delegados escolhidos a dedo, e o “país do futuro”... agoniza.

 

 

 

Rio de Janeiro, 12/04/2014

 

 Francisco Gomes de Amorim

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D