Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

ENIGMAS DA HISTÓRIA - 1

Comecemos pelo princípio…

… quando um correspondente – cuja identidade não estou proibido nem expressamente autorizado a revelar – me pediu ajuda na identificação de um tal «Jimmy» na fotografia de Salazar e Franco em Sevilha aquando do encontro secreto de 1942.

 

JIMMY.jpg

Da esquerda para a direita: Serrano Súñer, «o homem do bigode», Franco, Doutor Salazar, Embaixador Pedro Theotónio Pereira

Perguntava ele se «este Jimmy seria um homem de mão do Wild Bill Donovan (CIA)»

A este encontro se refere o texto de autoria alheia que publiquei no “A bem da Nação” em 23 de Janeiro de 2015 e que pode ser lido em

https://abemdanacao.blogs.sapo.pt/salazar-e-franco-1333359

À pergunta do meu correspondente sobre o Wild Bill Donovan respondi como segue:

Caro Dr. (…)

No encontro de Sevilha, custa-me muito a crer que na reunião só tenham estado Salazar, Franco e Suñer. Não acredito minimamente que o nosso Embaixador Pedro Theotónio Pereira tenha ficado do lado de fora da porta como um lacaio. Esteve seguramente lá dentro e só ele poderá ter dado aos nossos Arquivos Diplomáticos tanta da informação constante do texto que publiquei.

Como se depreende da descrição do encontro, tudo se resolveu com o Doutor Salazar a garantir a Franco que o embargo se aligeiraria e que os abastecimentos a Espanha não corriam risco. Ou seja, o Doutor Salazar falou em nome de terceiros, os Aliados. Estou, pois, em crer que na pacata Lisboa ninguém saberia do encontro secreto em Sevilha mas os Aliados saberiam tudo e talvez tenham mesmo mandatado o Doutor Salazar para falar em nome deles. Se esta minha presunção estiver minimamente correcta, acho plenamente plausível que da comitiva do Doutor Salazar pudesse participar alguém com sotaque inglês-americano. E, relativamente à foto, seria totalmente improvável que alguém não autorizado nela pudesse figurar. Neste tipo de circunstâncias, os espontâneos não são tolerados.  Quanto à identificação de Jimmy, nada posso adiantar para além de poder admitir que seja um dos figurantes na foto. Não posso identificar porque estou amblíope e porque, mesmo que visse claramente, não tenho qualquer referência fisionómica desse personagem. Pode (ou não) ser um desses figurantes.

Melhores cumprimentos,

Henrique Salles da Fonseca

Passado um ou dois dias, o meu correspondente escreve:

Consegui resolver a charada, é o homem do bigode – e faz-me chegar em inglês o que a Wikipédia diz de Agostinho Lourenço, «o homem do bigode» e cuja tradução para português é da minha responsabilidade:

Agostinho Lourenço da Conceição Pereira (5 de Setembro de 1886 - 2 de Agosto de 1964) foi um militar português mais conhecido por fundar e dirigir a Polícia Política Portuguesa sob o Estado Novo.

Integrou a Força Expedicionária Portuguesa  - por sua vez enquadrada no Sector Britânico - na Primeira Guerra Mundial. Durante o Consulado de Sidónio Paes, foi Governador Civil de Leiria (greves operárias na Marinha Grande?[i]).

Mais tarde, foi agraciado com o grau de Comandante da Ordem da Rainha Victória por serviços prestados ao futuro Eduardo VIII, na época Príncipe de Gales, quando o Príncipe visitou Lisboa em 1931.

Em 1933, nos primeiros tempos do regime de Salazar, Agostinho Lourenço fundou a PVDE, a polícia de segurança e imigração de Portugal. Segundo o professor Douglas Wheeler, analista da carreira de Lourenço, sugere fortemente que a influência dos Serviços de Inteligência Britânicos teve um impacto decisivo na estrutura e na actividade da PVDE". Lourcenço ganhou reputação junto de observadores britânicos, registada num documento confidencial produzido na Embaixada Britânica em Lisboa, que sugere uma opção "pró-britânica" da sua parte.

Agostinho Lourenço sempre manteve um bom relacionamento com o MI6, o que lhe permitiu, já reformado do Estado Português, tornar-se Presidente da Interpol de 1956 a 1961.  

Faleceu em Lisboa em 1964, um mês antes de perfazer 78 anos.

Mais fez o meu correspondente chegar-me o texto da VISÃO referido na Bibliografia cuja leitura recomendo vivamente e de que retiro duas informações que chamaram a minha atenção:

  • No Consulado de Sidónio Paes, foi Agostinho Lourenço que organizou a Polícia Preventiva;
  • Agostinho Lourtenço esteve desaparecido de 1918 a 1933.

(continua)

Henrique Salles da Fonseca

 

BIBLIOGRAFIA:

Wikipédia – Agostinho Lourenço

Ana Margarida de Carvalho - «O ANJO NEGRO DE SALAZAR» - “VISÃO” – 2016-07-17

https://visao.sapo.pt/atualidade/politica/2016-07-17-o-anjo-negro-de-salazar/

 

[i] - Hipótese minha, não do texto traduzido

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D