Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

ENIGMAS DA HISTÓRIA - 1

Comecemos pelo princípio…

… quando um correspondente – cuja identidade não estou proibido nem expressamente autorizado a revelar – me pediu ajuda na identificação de um tal «Jimmy» na fotografia de Salazar e Franco em Sevilha aquando do encontro secreto de 1942.

 

JIMMY.jpg

Da esquerda para a direita: Serrano Súñer, «o homem do bigode», Franco, Doutor Salazar, Embaixador Pedro Theotónio Pereira

Perguntava ele se «este Jimmy seria um homem de mão do Wild Bill Donovan (CIA)»

A este encontro se refere o texto de autoria alheia que publiquei no “A bem da Nação” em 23 de Janeiro de 2015 e que pode ser lido em

https://abemdanacao.blogs.sapo.pt/salazar-e-franco-1333359

À pergunta do meu correspondente sobre o Wild Bill Donovan respondi como segue:

Caro Dr. (…)

No encontro de Sevilha, custa-me muito a crer que na reunião só tenham estado Salazar, Franco e Suñer. Não acredito minimamente que o nosso Embaixador Pedro Theotónio Pereira tenha ficado do lado de fora da porta como um lacaio. Esteve seguramente lá dentro e só ele poderá ter dado aos nossos Arquivos Diplomáticos tanta da informação constante do texto que publiquei.

Como se depreende da descrição do encontro, tudo se resolveu com o Doutor Salazar a garantir a Franco que o embargo se aligeiraria e que os abastecimentos a Espanha não corriam risco. Ou seja, o Doutor Salazar falou em nome de terceiros, os Aliados. Estou, pois, em crer que na pacata Lisboa ninguém saberia do encontro secreto em Sevilha mas os Aliados saberiam tudo e talvez tenham mesmo mandatado o Doutor Salazar para falar em nome deles. Se esta minha presunção estiver minimamente correcta, acho plenamente plausível que da comitiva do Doutor Salazar pudesse participar alguém com sotaque inglês-americano. E, relativamente à foto, seria totalmente improvável que alguém não autorizado nela pudesse figurar. Neste tipo de circunstâncias, os espontâneos não são tolerados.  Quanto à identificação de Jimmy, nada posso adiantar para além de poder admitir que seja um dos figurantes na foto. Não posso identificar porque estou amblíope e porque, mesmo que visse claramente, não tenho qualquer referência fisionómica desse personagem. Pode (ou não) ser um desses figurantes.

Melhores cumprimentos,

Henrique Salles da Fonseca

Passado um ou dois dias, o meu correspondente escreve:

Consegui resolver a charada, é o homem do bigode – e faz-me chegar em inglês o que a Wikipédia diz de Agostinho Lourenço, «o homem do bigode» e cuja tradução para português é da minha responsabilidade:

Agostinho Lourenço da Conceição Pereira (5 de Setembro de 1886 - 2 de Agosto de 1964) foi um militar português mais conhecido por fundar e dirigir a Polícia Política Portuguesa sob o Estado Novo.

Integrou a Força Expedicionária Portuguesa  - por sua vez enquadrada no Sector Britânico - na Primeira Guerra Mundial. Durante o Consulado de Sidónio Paes, foi Governador Civil de Leiria (greves operárias na Marinha Grande?[i]).

Mais tarde, foi agraciado com o grau de Comandante da Ordem da Rainha Victória por serviços prestados ao futuro Eduardo VIII, na época Príncipe de Gales, quando o Príncipe visitou Lisboa em 1931.

Em 1933, nos primeiros tempos do regime de Salazar, Agostinho Lourenço fundou a PVDE, a polícia de segurança e imigração de Portugal. Segundo o professor Douglas Wheeler, analista da carreira de Lourenço, sugere fortemente que a influência dos Serviços de Inteligência Britânicos teve um impacto decisivo na estrutura e na actividade da PVDE". Lourcenço ganhou reputação junto de observadores britânicos, registada num documento confidencial produzido na Embaixada Britânica em Lisboa, que sugere uma opção "pró-britânica" da sua parte.

Agostinho Lourenço sempre manteve um bom relacionamento com o MI6, o que lhe permitiu, já reformado do Estado Português, tornar-se Presidente da Interpol de 1956 a 1961.  

Faleceu em Lisboa em 1964, um mês antes de perfazer 78 anos.

Mais fez o meu correspondente chegar-me o texto da VISÃO referido na Bibliografia cuja leitura recomendo vivamente e de que retiro duas informações que chamaram a minha atenção:

  • No Consulado de Sidónio Paes, foi Agostinho Lourenço que organizou a Polícia Preventiva;
  • Agostinho Lourtenço esteve desaparecido de 1918 a 1933.

(continua)

Henrique Salles da Fonseca

 

BIBLIOGRAFIA:

Wikipédia – Agostinho Lourenço

Ana Margarida de Carvalho - «O ANJO NEGRO DE SALAZAR» - “VISÃO” – 2016-07-17

https://visao.sapo.pt/atualidade/politica/2016-07-17-o-anjo-negro-de-salazar/

 

[i] - Hipótese minha, não do texto traduzido

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D