Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

ARÁBIA FELIX – 18

 

Notada a ausência de relatos sobre monumentos, venho trazer agora umas quantas vistas do que nos foi apresentado tanto en passant como em detalhe:

033-Moldura, Dubai.JPG

Dubai - foto tirada de dentro do nosso autocarro, daí o reflexo do vidro

Trata-se de uma moldura gigante que mais não é do que um miradouro

Meu comentário: pobre dinheirinho, o que de ti fazem…

038-Burg Khalifa, Dubai.JPG

O edifício à direita é o chamado «Burj Khalifa», tido como um dos mais altos do mundo a cujo piso 145 subimos

112-Monumento ao incinerador de incenso, Mascate.J

Monumento ao incinerador de incenso junto ao porto de Mascate, Omã

 

Muitas mais fotos poderia juntar mas desde já informo que na Internet há imagens muito melhores do que as que a minha mulher e eu fizemos.

 

Contudo, se os monumentos por que passei me motivaram menos do que os meus leitores esperavam, isso deve-se a que me interesso muito mais por outros aspectos da realidade, nomeadamente a perspectiva humana.

 

Sim, vi algumas mesquitas, arranha-céus e outros monumentos laicos mas gostei muito mais de saber que, afinal, em Omã, a versão religiosa não é o Sunismo nem o Xiismo mas sim o Ibadismo o qual pugna pela exegese conducente à concórdia, ao contrário dos sunitas que negam qualquer exegese e cumprem literalmente os respectivos textos sagrados numa lógica de Talião; os xiitas, fazendo a respectiva exegese, também assentam toda a sua filosofia na mesma lógica de Talião. Eis por que fiquei a admirar muito mais a beleza da mesquita de Mascate do que outras por que passei. Mas como, na altura da visita, eu não sabia da existência do Ibadismo, não me apercebi de nada e passei em falso aquela beleza arquitectónica. Fica a imagem com aprovação tanto do soft como do hardware.

 

097-Mesquita de Mascate.JPG

Mesquita de Mascate, Omã, o mais importante local de oração Ibadista

 

Sobre a paisagem humana ainda tenho alguma coisa a dizer: na nossa perspectiva, ocidental, aqueles regimes políticos são medievo-anacrónicos, criticáveis pela lógica democrática e denunciáveis ao abrigo dos nossos actuais conceitos de humanismo.

Ócio em Mascate-2.png

Petra modernista-2.png

 

As imagens falam por si: medievalismo e laivos de modernismo na comunicação. Resta apurar que mensagem transmitida: de ódio ou de compaixão? Na foto de cima, em Mascate, devem ser ibadistas, os da concórdia, mas na de baixo, num qualquer outro local por onde passei, é por certo um sunita e, então, a «coisa» pia muito mais fininho. Ou piará grosso?

 

Mas – e há sempre um «mas» - perante realidades como a da Irmandade Muçulmana e outros grupos fundamentalistas sunitas wahhabitas, é imprescindível que os mullahs temam mais o ditador terreno do que a ira divina.

 

Eis por que os monumentos me passaram ao lado mas a linha verde do combate ao deserto me encantou e a referi.

 

Abril de 2019

À porta do palácio do Emir do Dubai.jpg

Henrique Salles da Fonseca

(Dubai – palácio do Emir)

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D