Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

ARÁBIA FELIX – 11

 

 

Foi então que vimos a estibordo um barco de «pescadores» sem redes nem linhas mas com uns quantos homens atentos ao nosso navio. Estavam parados e assim nos ficaram a ver. Os seguranças, que já estavam a postos por baixo de nós no deck 8, assestaram os binóculos sobre eles e alertaram alguém por walkie talkie. Mas esse alguém já devia estar mais do que atento porque logo de seguida vimos um semi-rígido que meteu motores a fundo e nos fez companhia por estibordo a uma velocidade que nos poderia ultrapassar. Assim nos observaram durante uns minutos mais do que suficientes para nos soltarem a adrenalina.

 

Piratas.png

(imagem de piratas somalis que fui buscar à Internet pois não tive tranquilidade para fotografar e não ver a nossa cena directamente – os «nossos piratas» não estavam aparentemente armados como estes da foto)

 

Não se aproximaram mais do que uns 400 metros mas deixaram de acelerar tanto e afastaram-se a pouco e pouco. Não chegámos a receber ordem de retirada para o interior do navio mas a observação estava feita e certamente que transmitida a quem dela se serviria para…

 

Foi no dia seguinte que soube que, dormindo eu profundamente pelas 3,30 h da manhã, a música parou repentinamente na discoteca e os foliões foram mandados para os respectivos camarotes sem passarem pelos decks exteriores; espreitando por uma nesga da cortina, uma passageira de um camarote próximo do nosso, viu que estávamos parados em paralelo com outro navio; sem me acordar, a minha mulher ouviu uns barulhos que não identificou mas lembrou-se de que por cima de nós havia um dos postos de tiro dos snipers.

 

Com pena de tudo me ter escapado, ao acordar fui saber o que se tinha passado. Então, terá sido assim: o radar identificara 3 ou 4 barcos suspeitos na nossa rota, o Comandante dera ordem de alerta aos snipers e mandara fazer alto para ver no que a «coisa» dava. A companhia de outro navio (seria um «Costa» que há dias navegava por perto?) terá sido reconfortante não só por somarmos os meios de defesa como os putativos atacantes teriam que se dividir por dois alvos. Terá sido por este tipo de circunstâncias que os tais barcos suspeitos se afastaram da nossa rota para distância considerada segura e seguimos avante em toda a normalidade.

 

Os piratas devem ter ficado tristes por não terem feito «negócio» e eu fiquei triste por não ter participado nesta quase aventura. O que dá ter sono pesado, ser passageiro, não ser sentinela e não ter sido avisado de que alguma coisa se estava a passar.

 

Infelizmente (ou felizmente), não devo conseguir que nas minhas redondezas se volte a passar alguma coisa deste género porque não é assim tão comum sermos emboscados por piratas em alto mar. Mas como a esperança é a última a morrer, fico à espera duma próxima oportunidade.

 

Então, este foi o primeiro dia do resto do nosso cruzeiro.

 

(continua)

 

Abril de 2019

155-Canal de Suez 4.JPG

Henrique Salles da Fonseca

(próximo do posto de tiro dos snipers sobre o nosso camarote)

6 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D