Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

ANDANDO E LEMBRANDO

 

 

Empregada doméstica.png

 

 

Andando eu pelo nosso Ministério dos Negócios Estrangeiros à procura de um certo Cônsul Honorário acreditado em Lisboa, deparei-me na extensa lista que me foi presente com um Cavalheiro de apelido Cudell (que por acaso conheci pessoalmente nos idos dos estudos) e logo me lembrei duma história que se terá passado pelos inícios do séc. XX aqui nesta que então era capital de Império.

 

Tocam à porta da residência da Senhora Marquesa de... e a empregada doméstica (daquelas a que na época se chamava «criada de fora») vai atender e depara-se-lhe um Cavalheiro muito bem apresentado que pergunta se a Senhora Marquesa estava e, se sim, se a podia visitar. O diálogo terá sido mais ou menos assim:

- A Senhora Marquesa poderá receber-me?

- Um momento que eu vou perguntar. Quem devo anunciar?

- Olhe, diga-lhe que é o Cudell.

- É quem?

- O Cudell.

- Muito bem. Um momento. Faz favor de se sentar enquanto eu vou dizer à Senhora Marquesa.

E lá foi a empregada toda despachada para não fazer esperar o Cavalheiro...

- A Senhora Marquesa dá licença?

- Sim, que é?

- Está à porta um Senhor que pede para visitar a Senhora Marquesa.

- Sim, quem é?

E aqui a empregada embatuca e não profere palavra.

- Então, quem é que quer falar comigo?

Silêncio e um encolher de ombros de hesitação.

- Oh mulher, diz lá quem é que quer falar comigo!

- Bem, a Senhora Marquesa não se zangue comigo.

- Eu zangar-me contigo por causa do homem que quer falar comigo, porquê?

- É que o Senhor disse...

- Disse o quê, mulher de Deus que não desembuchas.

- É que o Cavalheiro disse que é o cu da Senhora.

- O quê? Ah mulher de Deus! Queres tu dizer que é o Senhor Dr. Cudell?

- Sim, minha Senhora, é isso. Mas a Senhora Marquesa não se zangue comigo, está bem?

- Claro que não me zango contigo, mulher! Manda lá entrar o Senhor Dr. Cudell e vai com Deus mais as tuas trapalhadas.

 

Conta-se... conta-se tanta coisa que alguma há-de ser verdade.

 

É que nem todos os portugueses lidam facilmente com a língua alemã.

 

Lisboa, Setembro de 2015

 

C-Henrique em Pnhom Penh.jpg

Henrique Salles da Fonseca

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D