Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

PRIMAVERAS? QUE PRIMAVERAS?

 Dilma coloca Lula como principal comandante do governo petista ao longo dos últimos 10 anos / Marlene Bergamo/Folhapress

 

Há cerca de um mês e meio começou a “primavera” política no Brasil. Todo o mundo aplaudiu, e pensou que o tal “povo ordeiro e cordato” havia, finalmente, despertado para o estado quase caótico em que o país tem vivido.

 

Os políticos, bestas e estúpidos, como é de praxe, apavoraram-se, resolveram em poucos dias algumas pendências que tinham anos, a madama dona presidenta caíu de 70% de aprovação para 30%, e... ficou tudo na mesma!

 

Na mesma? Qual na mesma, que nada!

 

Lembro o lusitano vinteecincobarraquatro, o derrube do salazarismo feito por uns bem intencionados capitãos (ou capitõens?), a chegada a Lisboa, no dia em “ninguém sabia de nada”, de toneladas de cravos vermelhos encomendados há muito em Paris, e ver os tais “bem intencionados” serem logo comidos pelo único partido com organização: os comunas! E foi o desastre que se viu, nacionalizando-se tudo, enfiando nas cadeias todos os que estavam no comando de empresas, bancos, destruição da lavoura, etc. 

 

Gastaram a grana que o velho António tinha obrigado os portugueses a guardar e Portugal foi descendo, aos saltos, até se encontrar hoje de mão estendida à caridade, que em vez de lhe dar alguma moeda, ainda lhe arranca os aneis e os dedos.

 

Já vi vários filmes de revoluções. De entrada é uma gritaria histérica, depois vem a canga, a seguir a miséria, e só muitas décadas depois o ressurgimento. Russia 1916, Portugal 1910 e 1974, a Revolução Francesa, os países africanos, e agora as “primaveras” do Magrebe e países árabes, tão aplaudidas pelos inocentes e incautos e hoje tão temidas pelos mesmos.

 

E o Brasil? A mesma coisa.

 

Porque a madama dona presidenta caíu de repente de 70 para 30% no conceito do “povo”?

 

Afinal quem está por detrás de tudo isto, desta baderna que em nome da luta pelos direitos e dignidade do povo, destroi lojas, bancos, assalta, lança coqueteis molotov, incendeia carros de particulares, etc.? Quem está a fomentar tal confusão?

 

No dia 10 de novembro de 2011, “postei” neste blog um texto com o título de “VERGONHA ou SEMVERGONHICE ?, onde escrevi: “O atual sistema político brasileiro é decalcado na sinfonia Putin/Medvedev/Putin = Lula/Dilma/Lula. Lembra aquela modinha portuguesa: “Ora agora ficas tu, ora agora fico eu, ora agora ficas tu, ficas tu mais eu!”

 

E nesta mamata se mantém os mesmos cabecilhas, eminências pardas, os chamados “pensadores” marxistas, bajuladores (ainda!!!) do Fidel e do Chavez, alimentando o movimento guerrilheiro MST, que, de repente pode ser-lhes útil para continuar a dominar as finanças do país.”

 

Não era necessário ter-se a bolinha de cristal nem ser cientista político para “adivinhar” que o jogo que se estava a preparar era esse mesmo.

 

Só que o eminente caixeiro viajante das grandes empresas brasileiras, o chamado “sapo barbudo – honoris causa”, (hoje assente numa “pequena” fortuna avaliada em mais de dois bilhões de reais – segundo as “más” línguas!) não previu que a sua comandada iria ter tão grande apreciação pública o que a levaria a recandidatar-se, e ganhar, a reeleição, prejudicando o pacto da alternância.

 

Aí os pensadores do Foro de São Paulo (associação de extrema esquerda fundada pelo sapo barbudo e seu fidelissimo comparsa cubano) reuniram-se e começaram a armar uma estratégia. Foi simples.

 

Com toda esta movimentação de rua e baderna, desmoralizar a dona presidenta (que aliás bem o merece) e preparar a volta triunfal do grande sebastião, o salvador da pátria doente! Rodeado pela alta camarilha marxista-oportunista corrupta, que o plano está a ser excutado com maestria, há que reconhecer.

 

Se até a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) parece estar sob a batuta do PT, o congresso totalmente desmoralizado, a corrupção continuando a correr solta como mosquito da dengue, não é dificil ver aparecer um messias, mesmo sabendo-se que esse salvador é o responsável número um pela calamidade a que se assiste e empurra o Brasil para o buraco.

 

É recomendável, para quem quiser tentar compreender um pouco mais de toda esta trama, ler o blog http://aluizioamorim.blogspot.com.br/ (não; não é meu parente, nem conhecido, mas é muito interessante).

 

Alternativas para este cenário? Poucas, mais ainda sabendo-se que o perdedor crônico, José Serra, está disposto a complicar todo e qualquer planejamento que alguém queira para fazer para segurar, e derrotar, os Ptralhas, os canalhas.

 

É assim.

 

Bem avisou o grande Papa Francisco aos jovens: “Não se deixem manipular!”

 

Mas a cultura, a tal instrução e cultura ainda vai demorar a chegar, e entretanto o campo continua aberto aos oportunistas. Aos espertos que tudo manipulam.

 

07/08/2013

 

 Francisco Gomes de Amorim

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D