Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

DEVANEIOS

 

NOVO SISTEMA HÉLIO – TÉRMICO AO SERVIÇO DA HUMANIDADE

 

 

1

 

 

Nos limites fronteiriços da região desértica de Mojave-Califórnia e numa nesga de 1600 hectares, a empresa norte-americana Ivanpah (com capital de US $2,2 biliões) está implantando um sistema revolucionário, gerador de energia eléctrica sem poluição nem produção de óxido carbónico.

 

Num esforço empreendedor, a Ivanpah empenha-se na construção de três gigantescas Torres de depósito de água, com 150 metros de altura, que canalizam a água ebuliente e superaquecida para uma conduta ligada à turbina geradora de electricidade.

 

Utiliza-se um processo gerador de energia eléctrica bastante diferente de qualquer outro sistema, até mesmo do sistema fotovoltaico accionado pelo intenso calor produzido pelas chapas de silicone instaladas no topo dos edifícios arranha-céus comerciais, industriais, habitacionais et alii.

 

Quando o sol se escurece temporariamente por algumas horas, o sistema fotovoltaico perde sua força, enquanto no sistema hélio-térmico a água efervescente continua em plena ebulição.

 

No novo sistema hélio-térmico, a incandescência de raios solares concentrados por milhares de espelhos é tão forte e visível que a retina ocular, fortemente protegida por óculos escuros, poderá avista-la à distância de 1,6 km, pois os peritos estimam essa luminosidade como equivalente a de 28.000 sóis!

 

A Ivanpah aguarda completar, pelos finais do corrente ano, a 1ª das três Torres de água com a produção de 392 megawatts, o suficiente para satisfazer o consumo de energia no seio de 140.000 lares californianos. Os milhares de espelhos são mantidos na devida angularidade pela ajuda de 173.000 heliostatos accionados por pequenos motores.

 

2

 

Há quase quatro anos que a Ivanpah anda empenhada na realização deste seu gigantesco projecto, envolvendo 80% o dispêndio de capital realizado, com o empréstimo de US $1,6 biliões do Governo Federal dos EUA e a módica comparticipação de GOOGLE com US $168 milhões.

 

Porém nem tudo correu bem à dita empresa. Ela foi obrigada a suspender os trabalhos de construção durante alguns meses para satisfazer as exigências ambientais de biólogos e de conservadores, que encontraram tartarugas de espécie protegida na zona de actuação da Ivanpah. Assim, a Ivanpah viu-se assoberbada com a transferência de 150 tartarugas para um local mais seguro, gastando-se nesta tarefa mais de US $50 milhões. A empresa tomou o compromisso de não operar em zonas ambientais nos seus futuros empreendimentos.

 

O novo sistema hélio-térmico tem a desvantagem de ser um processo mais caro do que outros processos geradores de electricidade: éolico, hidráulico, marítimo ou fluvial, bem como outros usando o carvão, gás natural, óleo petrolífero et alii.

 

Todavia a Ivanpah não desiste de prosseguir no seu caminho, firmemente convencida de que o sistema hélio-térmico perdurará nos próximos tempos. Nos países de intensa radiação solar, sobretudo nas zonas desérticas ou semidesérticas do Médio Oriente, há países que desejam seguir no encalce da Ivanpah, aguardando com grande interesse o resultado de suas operações. Nos princípios do corrente ano, Abu Dhabi acaba de inaugurar uma estação geradora hélio-térmica com 100 megawatts, enquanto o Governo da Arábia Saudita projecta investir no novo sistema US $100 biliões.

 

O sistema fotovoltaico, atrás referido, vai fazer-lhe uma grande concorrência. Sua popularidade aumentou com a baixa de preços unitários de um watt, graças aos avanços tecnológicos e, em especial, ao abaixamento em 27% do preço da importação da China das placas de silicone fornecidas a baixos preços por empresas particulares ou estatais chinesas. Em 2012 o sistema fotovoltaico instalou novas geradoras nos E.U.A., num total de 3,3 megawatts.

 

 

 

 Domingos José Soares Rebelo 

 

Alcobaça,20.07.2013

 

 

 

Fonte: Bryan Walsh, in TIME Magazine (Vol. 181, nº24 de 24.06.2013)

 

   

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D