Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

PORTUGUÊS VS. LATIM

  Catilina

 

Patere tua consilia non sentis? Constrictam iam omnium horum scientia teneri

Suportar os teus planos não sentes? Dominado já de todos eles conhecimento ser tida

coniurationem tuam non vides? Quid proxima, quid superiore nocte egeris, ubi fueris,

a conjura tua não vês? O que na próxima, o que na anterior noite tenhas feito, onde tenhas estado,

quos convocaveris, quid consili ceperis, quem nostrum ignorare arbitraris?

quem tenhas convocado, que planos tenhas tomado, quem de nós ignorar pensas?

O tempora! O mores! Senatus haec intellegit, consul videt; Catilina tamen vivit. Vivit?

Ó tempos! Ó costumes! O senado isto compreende, o cônsul vê; Catilina porém vive. Vive?

Immo vero etiam in senatum venit, fit publici consili particeps, notat et designat oculis

E até também ao senado vem, faz-se do conselho público participante, nota e designa com os olhos

ad caedem unum quemque nostrum. Nos autem, fortes viri, satis facere rei publicae

para o assassínio um qualquer dos nossos. Nós, homens fortes, bastante fazer à coisa pública

videmur si istius furorem ac tela vitamus. Ad mortem te, Catilina, duci iussu consulis

seremos vistos se deste o furor e as armas evitamos. À morte tu, Catilina, ser levado por ordem do cônsul

iam pridem oportebat; in te conferri pestem quam tu in nos machinaris...

já há muito era necessário; para ti transportar a peste que tu contra para nós maquinas...

 

 

O leitor notou que não fiz uma tradução. Apenas refiz o texto latino com palavras portuguesas (aproximadamente), para que fique saliente a grande divergência entre a sintaxe portuguesa e a latina de Cícero de há quase 2100 anos. Não admira, pois 2100 anos são uma grande separação temporal. Nem o próprio povo latino (o vulgo) devia falar assim. Temos, porém, de admitir que a linguagem de Cícero era perfeitamente entendida por todos os senadores do seu tempo. Era a língua culta, enquanto o português, língua novi-latina, resultou do latim vulgar, que simplificou muito a língua de Cícero, eliminando declinações, simplificando conjugações e dando à sintaxe uma forma mais apropriada às mentes populares. Isto não quer dizer que o português seja uma língua inferior ao latim. Pelo contrário. Tivemos gramáticos que aperfeiçoaram a nossa língua e fizeram dela um instrumento notável de grande expressividade, bem ao contrário do latim clássico, que para ser bem compreendido exige erudição e amor.

 

A língua latina é dita "sintética", pois expressa o pensamento em poucas palavras.

 

O português, como aliás todas as línguas novi-latinas, é dito "analítico".

 

Tenhamos orgulho da nossa língua!

 

Joaquim Reis

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D