Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

LEONOR TELES

 

 

Leonor Teles uma das mais fortes mulheres que Portugal teve no trono.

Mandava e desmandava, conspirou, mentiu, traiu, quis entregar Portugal a Castela, colocou em todos os pontos-chave do país homens da sua família, e... Dom Fernando... olhava!

E acabou dando origem à primeira revolta popular da história de Portugal.

 

CARONYQUA D’ELLREI DOM FERNANDO

 

O noveno Rey de Portugal he dom Fernãodo, filho legítimo do Trajano da justiça, Rey Dom Pedro. Foi este Rei mui gramde casador: dezia que não dezejava outra couza mais que ter em Samtarem hûa rua de fallcõis; nûca trazia de simcoêta fallcõis a baixo.

 

EllRei Dom Fernãodo estava comcertado pera casar com hûa filha d’EllRei d’Aragão; e era já ido o Comde de Barcelos com muito grãde tesouro, asim pera trazer a Rainha, como pera trazer gênte pera a guerra; e estamdo lá o Comde ordenãodo estas cousas, veio-se e deixou tudo; e afirmava-se EllRei o mãodou vir polla emformação que lhe derão da filha d’EllRei ser mui disforme.

 

Em tempo d’EllRei Dom Affõso quarto e d’EllRei Dom Pedro seu filho, não avia em Portugal mays de hû só Comdado, o qual se chamava de Barcelos; e este Comdado deu EllRei Dom Pedro a Dom João Tellos de Menezes; e este ouve hû yrmão Martim Affõnso Tello o qual houve dous filhos e tres filhas Dona Maria Tellez e outra Dona Lianor Tellez, molher que foi de João Lourêço da Cunha, Senhor do morgado de Pombeiro.

 

E reinamdo asim EllRei graciozamête, mãocebo e ledo, omem de prol, trazia sua jrmam Dona Breitis, filha que fora de Dona Ynes de Crasto e d’EllRei Dom Pedro seu padre, com gramde casa de Donas, porque non avia Rainha nem Ymfamte em Portugal. E por afeiçam comtenuada muito veo a nacer em elle tal desejo de a aver por mulher, que de­terminou em sua vomtade casar com ella, cousa que nuca fora visto, propoemdo haver despemsasam: eram as fallas amtre elles muito ameude, e abrasavão-se, e beijavão-se, e já de sua virgimdade avia má sospeita; e em esto veo-se tratar casamãto com EllRei Dom Emrrique (de Castela) por fazerem as pazes.

 

Estamdo EllRei em Lixboa, veo á Corte Dona Lianor Tellez, molher deste João Loureço da Cunha, por espasar com sua yrmam Dona Maria, que amdava em casa da Ymfamta;

 

e EllRei vemdo-a asym lousam e gracyosa,

 

leixado tudo, desta se veo a namorar muito maravilhosamête; e neste tempo João Loureço mãodou chamar esta sua molher, de que já tinha hú filho que chamavão Allvaro da Cunha; e quamdo EllRei o soube ficou muy enojado, e determinou de o descobrir a sua irmã Dona Maria, rogamdo-lhe muito que fizese com sua jrmam se não fose, e que se fizese doemte, e que lhe certefycava que sua vomtade era avella por mulher, amtes que quamtas filhas de Reis avia no mudo, e Dona Maria lhe respomdeo por muitas rezois; mas EllRei estava prezo damor e nom sesava com promesas, e sempre Dona Maria o tirava diso sem aproveitar: e ouve ella de fallar isto com sua jrmam Dona Líanor Telles, acordaram de o dizer a seu tio o Comde; e dito, elle se foi a EllRei pollo tirar diso, e menos aprovei­tou. Quamdo já viram a vomtade d’EllReí tam aficada busquaram maneira pera a quitar do marido por via de cunhadio, que levemête se acha, e mais amtre gemte fidallga, posto que João Lourêço ouvera despemçasão: mas vedo que lhe não comvinha aquella demãda com EllRei, deyxou-a e foise pera Castella: e afirma-se que primeiro que EllRei dormise com ella a recebeo por mulher.

 

Sabido ysto pollo povo ajumtarão-se três ou quatro mil homês, e forão-se ao paço com gramde allvoroço: levarão comsiguo Allvaro Vasquez Allfãge, homem muito homrrado; e Ell­Rei, quamdo soube que aquellas gemtes alli estavam, mãodou-Ihes pergumtar que era o que lhe prazia, e a que eram vimdos: e Fernâo Vás respomdeo em nome de todos, que EllRei seu Senhor tomara por molher, a Dona Lianor Tellez, molher de João Loureço da Cunha; e que, por quamto ysto não era serviço de Deos, nem bem do povo, que tal não havia de comcemtir; mas que tomase por molher a filha d’EllRei, e não húa má molher que o tinha emfeitiçado. EllRei tornou a respomder que lhes agardecia muito aquello que faziam, que o faziam como bõs Portugeses; e que ella não era sua molher, nem Deos tal quereria; mas por quãto ao prezemte lhes não podia faltar, que fosem a outro dia a Sam Domimguos com Fernão Vás; estamdo aguardamdo por EllRei aomde avia dir ouvir misa, e lhe fallarião: e asim se partiram, jurãodo to­dos que se EllRei a não partise que lha tirariam por força. Ao outro dia polia menham forão loguo jumtos em Sam Domimgos com Fernão Vaz, e estamdo aguardamdo por EllRei, souberão como EllRei se fora escomdido com Dona Lianor; e hia dizemdo EllRei: Olhai aquelles villãos tredores como se ajumtárâo: certamente, premder-me queriam se lla fora. E a dita Dona Lianor, receamdo que os povos a fizecem tirar d’EllRei, tinha maneira como focem castigados os primcipaes destes allvoroços; e fez castigar e matar a este Fernão Vaz, e decepar muitas mãos a muitos, e asim outras mortes.

 

EllRei foi-se follgamdo pollo Reino até amtre Doiro e Minho a hú Moesteiro que se chama Lesa, e fez hú dia ajumtar toda a gemte, e recebeo nelle per pallavras de prezemte a Dona Lianor por molher, e fez-lhe beijar a mão a todos por Rai­nha, e todos lha beijaram; e o Ymfãte Dom João foi o primeiro que lha beijou: porem, o Ymfãte Dom Denis não lha quis bei­jar, ãtes dise que lha beijase ella a elle, pello qual EllRei lhe quis dar com húa adagua pollo rosto, senão fora tido; pollo qual oYmfamte Dom Denis se foi pêra Castella, e o Ymfàmte Dom João que era maior ficou muito amado d’EllRei seu jrmão e da Rainha. E deu EllRei loguo á Rainha estes Lugares Villa Visoza, Abramtes, Allmada, Cimtra, Torres Vedras, Allamquer, Atouguia, Óbidos, Aveiro, o Regemguo de Saquavem, Friellas, Unhos, a terra de Meirelles, Ribadoiro: e dalli em diamte foi chamada Rainha de Portugal.

 

EllRei davase mais ás couzas de follgar que ás que compria ao Reino: estamdo hú dia em comcelho deixo-o, é foi-se á casa, do qual os do comcelho foram mui emvergonhados; e vimdo elle ao outro dia ao comcelho foi mui repremdido, e hú delles lhe dixe em nome de todos: Senhor por mercê vos pedimos que tenhais outra maneira daqui em diâte, senão. . . Como senão, dixe EllRei, alla fee, dixe elle, senão busquaremos outro que reine sobre nós.

 

Esta Rainha ao tempo que casou com este Rei era em fresca ydade, e de mui bom corpo, e mui gracioso gesto, e em todo era húa molher mui perfeita, asim em fermozura, como em gracioza e de mui doce falia, imda que em allgúas era sollta nom onestamête; era de mui vivo emtemdimêto, e comdiçam forra, e precurava muito por fortellecer seu estado; e fez seus jrmãos dous que tinha, a saber, Dom João Affôso Tello Allmiramte, e Gõçallo Tellez fez Côde de Viana; e a dous fi­lhos de seu tio, o Cõde Dom João Afõso Tello, a hú fez fa­zer Comde de Viana, e a outro Comde de Barcellos; e fez fa­zer Comde de Cea a Dom Emrrique seu cunhado, e a Dom Allvaro Perez de Crasto fez Comde de Raiollos; e fez dar o Mestrado de Sam Tiaguo a Dom Fernãodo Affõso d’Allbuquerque, que era jmão das molheres de seus jrmãos; e fez dar e Mestrado de Crystos a seu sobrinho, filho de sua jrmam, ao qual chamavão Dom Lopo Dias: e fez poer todas milhores milhores fortallezas do Reino nos que eram de sua linhagem; e fez ou­tros casamétos muitos de suas parentas; e asim soube fortallecer, que todo o que ella maõdava se fazia. E neste anno de mil e quatrocêtos que EllRei recebeo por mulher Dona Lianor Tellez, filha de Martim Affõso Tello de Dona Alldomça de Vascomcellos.

 

Rio de Janeiro, 13/03/2013

 

 Francisco Gomes de Amorim

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D