Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

SAMBAQUI

Foto: (arquivo particular da Autora)

 

A imagem é de calma e beleza. Virada para a baía norte da ilha de Santa Catarina, olhando para o continente, a Praia do Sambaqui tem águas tranquilas que, em ondas pequenas, se espraiam preguiçosas sobre a grossa areia de conchas milenares. No mar, sob o Sol reluzente, pequenos barcos amarrados por fortes correntes balançam, dolentes, à espera que alguém os tire daquele marasmo e os faça de novo cortar as águas e o vento, à busca do peixe, sagrado alimento. No horizonte, ao longe, montanhas azuis enfeitadas com um longo colar branco, como pérolas, dizem que para lá há cidade, mais gente...

 

Na estreita faixa de terra beira-mar, casas pequenas, antigas, caiadas, de característica ilhoa, bordam o caminho, olham o mar. Quem sabe não esperam o pescador, dono da casa, chegar.... Colinas milenares, de conchas e esqueletos marinhos construídas, cemitérios magníficos de ancestrais indígenas, hoje cobertas por uma vegetação sempre verde e exuberante, aconchegam o local, servem de barreira às águas da baía, protegem os quintais.

 

Foi também no Sambaqui, lugar de nostalgia e sossego, onde os espíritos dos povos semi-nómadas que ali viveram desfrutam a paz e a beleza paradsíaca do lugar, que açorianos chegados nas primeiras levas de imigração do século XVIII escolheram para morar. Passeando por lá, me veio à ideia: quem sabe naquele tempo, sentado na praia, ao pôr do Sol, algum faialense, como eu, ao ver a montanha-continente, em frente, deva ter fechado os olhos e, com saudades, imaginado o Pico olhar!

 

 Maria Eduarda Fagundes

 

Floripa, Fevereiro/ 2013

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D