Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

O DESTERRADO

Pedro M. T. Castro (IP: 85.247.168.226) disse sobre Francisco Gomes de Amorim no Sábado, 4 de Fevereiro de 2012 às 02:29:

 

 

Aqui deixo uma poesia do Francisco Gomes de Amorim que aprendi no livro de leitura de J.Pereira Tavares, do 1º ano do liceu, então adoptado e editado em 1947

O Desterrado

Como são brancas as flores
Deste verde jasminal!
Recorda a sua fragrância
Perfumes dum laranjal …
Mas têm mais suave aroma
As rosas de Portugal!

O coração desses bosques
O brilhante e o oiro encerra;
São imensos estes rios,
Imensos o vale e a serra …
Mas não têm a formosura
Dos campos da minha terra!

Estes astros são mais belos,
É mais belo o seu fulgor …
Mas luzem no céu do exílio;
Não lhes tenho igual amor…
Ai, astros da minha terra,
Quem me dera o vosso alvor!

Que me importam os esplendores,
Prodígios que vejo aqui,
Aves de vivas plumagens,
Os cantos do juruty,
Se lhes faltam as belezas
Da terra onde eu nasci?

Lá, era a lua mais linda,
Mais para os olhos as flores,
Mais castos os beijos dados
Em mais sinceros amores;
Tinham seus bosques modestos
Mais inspirados cantores.

Tudo aqui veste mais galas,
De mais viçoso matiz!
Ai que importa, se a saudade
Ao proscrito sempre diz
Que não há terra formosa.

 

Francisco Gomes de Amorim

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D