Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

FABULÂNDIA II

 

 

 (1)

II

 

As aulas da Carochinha

 

"Nunca se imagine como não sendo outra coisa do que aquilo que poderia parecer aos outros que aquilo que você foi ou poderia ter sido não fosse outra coisa do que o que você poderia ter sido parecia a eles ser outra coisa" Palavras da Duquesa, personagem da Obra "Alice no País das Maravilhas" de Lewis Carrol(*) Capítulo 9 - A história da falsa tartaruga

 

Carochinha:- "Meninos! Hoje, sou a professora substituta!"

"O vosso professor está doente e venho substitui-lo!"

"E informou-me que tenho aqui alunos muito bons!"

"E obedientes e sabedores!"

"Transmitiu-me que sois muito inteligentes! Uns amores!"

"Coro:- "Obrigado s’tora! As melhoras do Professor Crocodilo!"

(Aos gritinhos): "Vamos à luta! Vamos à luta!"

"Vejamos se não sucede como diz o fabulista Esopo"

Declara, com expressão solene, a Gralha Cor-de-Rosa,

Passando o bico pelas suas penas coloridas.

Carochinha:- "E tu minha linda, conheces o fabulista?"

"Saberás que as fábulas dele têm sempre uma lição moral?"

"Um bem fundamentado escopo?"

"Sei, sim Senhora!" Responde esta com prontidão.

E conclui:- "Até sei duas, que ouço o meu paizinho comentar!"

Carochinha:- "Então, minha querida dá lá a tua opinião!"

Gralha Cor-de-Rosa:- "Conclui-se, sem dúvida, à primeira vista"

"E, na experiência da nossas vidas, faz umas valentes feridas,"

"Porque, segundo Esopo, os servos nunca sentem tanta falta"

"Do primeiro senhor como quando experimentam o segundo!"

"Depois, seguidamente, há aquela expressão muito famosa,"

"Que no melhor pano cai a nódoa, ou seja, mancha, afronta!"

"E isso das lições de moral só se aplicam aos outros,"

"Não àqueles que têm sempre a resposta pronta,"

"Para explicar o inexplicável a toda esta malta!"

"É do conhecimento de todo o mundo!"

Coro:- (aos risinhos), "Percebeu, s’tora?"

"Sim! Percebi! Não sou burra, apesar de ser loura!"

Exclamou a professora Carochinha, com olhar severo.

"Daí que a inteligência não está na cor dos cabelos!"

Concluiu a Coruja Sabichona do alto da sua carteira,

Fazendo uma expressão a imitar a Gralha parceira.

Carochinha:- "Concluamos então esta lição, como espero,"

"Seja, pelos meninos, muito bem compreendida!"

Coro:- "Lições de moral só são aquelas que interessam"

"A cada qual, porque cada um, sem grandes desvelos,"

"Aprende as lições que lhe convêm, à sua medida!..."

"Pois!" – comenta a professora Carochinha:

"Cada um é o que poderia parecer ser!"

"Diz a Duquesa de

Alice no País das Maravilhas!"

 

"E já que refiro a Obra, sem pretender meter o bedelho,"

"Ou fazer um ataque político violento"

"Reparo que a nossa Fabulândia até tem umas Ilhas,"

"Para baixo na toca do coelho!...(**)"

A professora Carochinha fecha o livro, com ar de vitória.

O som do Coro, ecoa nos corredores, num acto de fé,

Num magnificat lindo como um Coro num Convento:

"De profundis clamabo ad te, Domine!"

"Gloria! Aleluia! Gloria! Gloria"

 

Luís Santiago(3) Luís Santiago

 

(*) Pseudónimo de Charles Lutwidge Dodgson (1832-1898)

 

(**) Título do Capítulo 1 da Obra Alice no País das Maravilhas

 

(1)http://www.google.pt/imgres?q=hist%C3%B3rias+carochinha&um=1&hl=pt-PT&biw=1024&bih=735&tbm=isch&tbnid=l-096VUhkIBupM:&imgrefurl=http://jinfcorredoura.blogs.sapo.pt/2008/01/&docid=t3KZzZBQpKUbSM&imgurl=http://fotos.sapo.pt/EtEc2cFLrJr0vVWDkUDZ/&w=400&h=301&ei=-KMET5GpEYSbOsvwtbQB&zoom=1&iact=hc&vpx=358&vpy=406&dur=5525&hovh=195&hovw=259&tx=144&ty=143&sig=108364103958560163334&page=1&tbnh=122&tbnw=162&start=0&ndsp=24&ved=1t:429,r:20,s:0

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D