Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

SERÁ ASSIM?

EIS A QUESTÃO:

 

Podemos perguntar se existe no mundo uma ética capaz de impor obrigações idênticas, quanto ao conteúdo, ao mesmo tempo às relações sexuais, comerciais, privadas e públicas, às relações de um homem com a esposa, com a vendedora de legumes, com o filho, o concorrente, o amigo e o inimigo.

 

Podemos acreditar com sinceridade que as exigências da ética possam ficar indiferentes ao facto de que toda a política utiliza como meio
específico a força, por trás da qual se perfila a violência? Não constatamos que, visto os ideólogos do bolchevismo e do spartaquismo terem precisamente recorrido à violência, acabam exactamente por ter os mesmos resultados que qualquer outra ditadura militar?

 

(...) Em que é que a polémica da maior parte dos defensores da pretendida nova ética, mesmo quando criticam as dos adversários, é diferente da de qualquer outro demagogo?

 

Poderia dizer-se que é pela intenção nobre. Ora bem. Mas o que está aqui em questão é o meio, pois os adversários que combatem reivindicam exactamente da mesma maneira, com a mesma e integral sinceridade subjectiva, a nobreza das suas intenções últimas.

 

 Max Weber

 

In «Le Savant et le Politique», UGE, col. «10/18», 2002, pág. 169

 

SUGESTÃO DE LEITURA: http://pt.wikipedia.org/wiki/Max_Weber

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D