Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

VAE VICTIS!

O nosso PM demissionário disse que era o único que pensava no país – cuido que no seu – e foi lá para fora para comprovar isso e receber os beijos e os abraços, que se via que eram sentidos, dos seus correligionários. Ele estava bem no seu elemento, protegido e confortado pelos parceiros sociais, alguns dos quais dirigiram repreensões aos que, no seu “paizito”, se atreveram a chumbar as coisas cozinhadas entre eles e aplicáveis entre nós, chumbo, aliás, que ele ajudou a perpetrar, com as suas pressas provocatórias, sem dar cavaco aos que mereciam recebê-lo, tais o PR, por ser o representante mor do “paizito”, e o PSD que faz parte da coligação com o seu governo minoritário, como todos sabemos.

 

O Dr. Pacheco Pereira na “Quadratura do Círculo” até explicou muito bem a armadilha montada pelo PM, contrário a acordos (acôrdos mesmo, os acórdes são coisa de música), de provocação para o chumbo do PEC, para que novas eleições se fizessem que o desresponsabilizassem a ele, armadilha na qual o Dr. Passos Coelho se apressou a cair, contrariamente ao Capuchinho Vermelho, que se escondeu no armário com a Avozinha e não se deixou tragar pela boca do Lobo, que ela descobriu não poder pertencer à vovó, por ser superiormente grande.

 

Comentámos sobre a cena das fotos parlamentares europeias, a minha amiga lembrou, em paralelo evocativo, as meninas da escola que rodeiam com amizade a menina rica em lágrimas – de mimo e não de crocodilo, como apelida o Dr. Lobo Xavier as da estratégia de vitimização do Sr. PM – por castigo da professora, apesar de brando, porque menina rica não deve, em princípio, ser castigada, nem sequer brandamente - mas eu logo demonstrei que os pobrezinhos aqui foram os que castigaram, chumbando o PEC – pois imediatamente o Sr. PM demissionário se deslocou à Europa, a queixar-se e acolher-se entre os seus pares europeus que têm a força e lançam sobre nós as pedras, indiferentes aos desmandos cometidos pela nossa menina rica, muito aldrabona, muito trapalhona, autêntico tsunami da sua pátria, e que promete continuar, sempre apoiada pelos que lhe dão força e que não se importam com as suas aldrabices e desígnios destruidores - (encobertos sob virtuosa capa patriótica, que convence idênticos Tartufos e os Orgons anjinhos).

 

E são esses - ou os seus pares europeus que, se o desprezam não o confessam, e que de longe ditam as regras, como sempre ditaram; ou os parceiros de cá que se vê que souberam aproveitar-se dos desmandos de uma governação à base do arranjinho e da trafulhice e que não querem perder as benesses; ou até os intervenientes na opinião pública da SIC, Canal 5, sobretudo as senhoras que se vê que adoram o Sr. Engenheiro que é maneirinho e bem vestido e até sabe apelar à lágrima sincera, não a de crocodilo como a dele, mas isso da lágrima é só o que pensa o Dr. Lobo Xavier, que, tal como os seus pares do CDS antigo – Amaro da Costa, Freitas do Amaral, Lucas Pires e Adriano Moreira sem esquecer Pacheco Pereira, embora doutro clube - são expoentes da nossa Pátria que mereciam mais atenção/eleição do seu povo, autênticos príncipes na dignificação da língua e da pátria portuguesa, ao contrário de todos os que a têm vandalizado, das mais diversas formas.

 

Indiferente à elegância de expressão e pensamento dos intervenientes na “Quadratura do Círculo” que eu lhe aponto, com entusiasmo, a minha amiga só diz, ao seu jeito emotivo:

 

- Ele agora atira as culpas para os outros, tentando convencer-nos da sua inocência no processo, e vem aí uma borrascada medonha. Isto vai derrapar à doida.

- Pois vai, mas todos temos culpa, com as greves manipuladas por uma esquerda que só exige porque não se responsabiliza nunca, e nós, pobres anjinhos, caímos na manipulação, indiferentes à salvação do país, que há tantos anos anda em derrapagem, achando que todos temos o direito de mergulhar no saco, mesmo furado, dos dinheiros que outros ganharam com a sua produção e trabalho.

 

E a nossa conclusão é de amargura:

- Não, o País não mereceria ser considerado mendigo, pois já foi pátria credora de respeito, pela sua participação na visão do mundo.

 

 Berta Brás

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D