Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

ALENTEJANANDO – 5

 

 

Saindo de Vila Viçosa de regresso a Lisboa, decidimos passar pelo Redondo e almoçar em Évora.

 

E por ali viemos nós ladeados por montanhas de escombros das pedreiras de mármore ou por blocos à espera de expedição. Curiosamente, uma região eminentemente exportadora de grandes blocos de pedra, tem o caminho-de-ferro desactivado. Quando eu for crescido hei-de entender o porquê de tal facto. Por enquanto, considero isso uma grave anomalia. Ou será que a ferrovia portuguesa ganha muito dinheiro noutras linhas e não precisa do negócio do frete do mármore?

 

Foi durante esse percurso que me lembrei de que o Convento das Chagas em que pernoitámos esteve muito tempo ao abandono entre a extinção das Ordens religiosas e algum aproveitamento que se lhe deu como dormitório de seminaristas e mais tarde como Escola de Artes. Os seminaristas escassearam e extinguiu-se o dormitório; os alunos de arte faltaram e a Escola fechou. Até que num Governo do Professor Cavaco Silva se transformou o Convento em Pousada e vida nova surgiu do que se preparava para cair em ruína. Mas ficou-me na ideia de que o mármore é exportado com muito pouco valor acrescentado local. Pedregulhos e alguma serração menos bruta mas sempre escassa elaboração. Ou seja, a terra pouco faz actualmente para valorizar o seu principal (e exaurível) recurso. A Escola de Artes formal não resultou mas eventualmente poderia ser interessante a Câmara de Vila Viçosa desafiar algum ilustre escultor aposentado a instalar-se em casa-atelier que lhe seria disponibilizada graciosamente na condição de «fazer escola» atraindo forasteiros que com ele quisessem aprender o refinamento da sua arte em mármore.

 

E dali seguimos até ao Redondo de modo a metermos pela estrada que atravessa a Serra d’Ossa em direcção a Estremoz. Tínhamos como objectivo visitar o hotel instalado no antigo Convento de S. Paulo. Tudo bem sinalizado, foi fácil lá chegar. Sim, os frades sabiam escolher os locais em que se instalavam e bem andou o Engenheiro Henrique Leote quando decidiu adaptar o convento a hotel de 4 estrelas.

 

(*)

Muito bom, o mínimo que posso adjectivar.

 

 

 (**)

 (***)

 

Mas a surpresa estava à minha espera logo à entrada quando deparei com uma maquette que me pareceu relativa a local meu conhecido. Não foram necessárias grandes adivinhações para reconhecer Juromenha. Sim, a Fundação Henrique Leote vai muito em breve tomar conta do supra-sumo do desmazelo que dias antes tanto me contristara e repor vida onde hoje ela só se manifesta pelas ervas daninhas. E aqui fica um tranquilizante: não vi qualquer referência a campos de golf ou a outras imbecilidades do estilo. Logicamente, com um lago a seus pés como é o Alqueva, para quê estragar a ecologia local com os químicos pavorosos que transformam qualquer local à superfície da Terra em greens escoceses?

 

Se outro motivo não houvesse para a minha satisfação – e houve – bastaria esta notícia sobre Juromenha para justificar a visita ao Convento de S. Paulo na Serra d’Ossa.

 

Foi com a alma lavada de fresco que seguimos para Évora…

 

Março de 2011

 

Henrique Salles da Fonseca

 

(*)

http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://canelaehortela.com/home/wp-content/uploads/2010/06/hotel_convento_sao_paulo-0035-300x213.jpg&imgrefurl=http://canelaehortela.com/convento-de-sao-paulo-leva-a-cabo-mais-uma-passagem-de-ano&usg=__VBHLE2PtPC9jsouenz_ce5ElTTg=&h=213&w=300&sz=23&hl=pt-pt&start=42&zoom=1&tbnid=VzQPMgSPxxmakM:&tbnh=166&tbnw=221&ei=pending&prev=/search%3Fq%3DConvento%252BS.%252BPaulo%252BSerra%252Bd%27Ossa%26um%3D1%26hl%3Dpt-pt%26sa%3DN%26biw%3D1007%26bih%3D681%26tbm%3Disch&um=1&itbs=1&iact=rc&dur=452&oei=2JKRTYaoK8HOtAb4zcjRBg&page=4&ndsp=12&ved=1t:429,r:8,s:42&tx=140&ty=89



(**)

http://www.google.pt/imgres?imgurl=https://1.bp.blogspot.com/_BrQcIsKCpnY/Sf3BVg2lk-I/AAAAAAAAAIU/EwvQF7w1YnQ/s400/Claustros%2Bdo%2BHotel%2Bdo%2BConvento%2Bde%2BS.%2BPaulo2.JPG&imgrefurl=http://alfredo-moreirinhas.blogspot.com/2009/05/1-de-maio-passeio-ao-alentejo.html&usg=__4YB4RrBMDA43eRArYJJpef-a7X4=&h=300&w=400&sz=34&hl=pt-pt&start=54&zoom=1&tbnid=MRbanuQThfqLYM:&tbnh=165&tbnw=214&ei=n5SRTZO4EpiS4gbu4ZSbAg&prev=/search%3Fq%3DConvento%252BS.%252BPaulo%252BSerra%252Bd%27Ossa%26um%3D1%26hl%3Dpt-pt%26sa%3DN%26biw%3D1007%26bih%3D681%26tbm%3Disch0%2C2042&um=1&itbs=1&iact=hc&vpx=145&vpy=345&dur=2746&hovh=194&hovw=259&tx=125&ty=117

 

(***)http://canelaehortela.com/convento-de-sao-paulo-leva-a-cabo-mais-uma-passagem-de-ano

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D