Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

ESTADO E NAÇÃO

 

 

Ontem ao ver na RTP um documentário cabo-verdeano sobre Eugénio Tavares, poeta da ilha Brava, falecido em 1930, ouvi um apologista da memória do poeta, dizer que política era a ciência de fazer bem ao Povo, favorecendo os pequenos e pobres, de modo que aumentasse o bem estar da população. Parece que é isto o que faz este actual governo socialista português, não é verdade??!!

 

NÃO! Não é verdade, é a mais rematada mentira.

 

Este governo, ou porque é estúpido, ou porque é eticamente mau, ou ambas as razões, não governa para o bem da Nação, mas finge governar, zelando não pelo bem-estar do Povo, mas sim pelas contas da U. E.. Diz que se a sua "política" não for seguida, haverá um desastre para o Estado. Que Estado? O Estado não é a Nação.

 

Mussolini, o rídículo mandão, que incarnava o Estado italiano, seguia o lema "Nada contra o Estado, tudo pelo Estado", enquanto em Portugal durante o Estado Novo, o lema era: "Tudo pela Nação, nada contra a Nação". Nesta diferença de conceito se encerrava nitidamente a diferença entre o Estado Fascista e o Estado Novo. Ora já lá vão três quartos de século, e renasce agora entre nós o fascismo italiano, sob a forma de Estado Caduco, alias democrático, alias oligárquico, alias plutocrático, alias hipócrita, que quer sacrificar a Nação para salvar o Estado. E quem é o Estado? Escusado é dizer quem é. Vê-se, sente-se, ouve-se.

 

O PM ameaça até, que se a sua política não for seguida, terá que haver eleições, mas ele recandidatar-se-á. Quem o protege para exibir tanta bazófia? A quem julga ele meter medo?

 

Joaquim Reis

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D