Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

“Eles sabem o que fazem”

  (*)

 

Foi a respeito das margarinas. Ouvi Passos Coelho falar em margarinas, julguei que se tratasse de Margaridas, como produto de rentabilidade mais propícia a regateio, mas o meu marido confirmou as margarinas e fiquei ciente do valor destas, visto que estavam a ser discutidas. Parece que Sócrates as queria encarecer, Passos Coelho achou que, como artefacto indispensável à população isso não seria justo, não sei se Passos Coelho as usa nos seus refogados e por isso se achou no dever de lhes reduzir o preço, como condição da sua aceitação do próximo Orçamento para a Nação, juntamente com outros produtos, que todos se me varreram da memória, actualmente em mau estado de conservação – a memória, não as margarinas - à excepção destas últimas, que lambareira como sou, uso às vezes nos bolos, e por isso se me fixou no espírito.

 

Mas eu de facto julgava que a sonoridade do silêncio de Passos Coelho em relação à sua adesão ao OE tinha a ver com uma caixa de surpresas com que iria maravilhar a população e multiplicar os seus votantes nas próximas eleições. Julguei que iria propor como condição sine qua non para tal adesão, que os que roubaram, ou não pagaram os impostos, fossem obrigados a pagá-los e a repor com juros o que roubaram. Os ordenados de afronta fossem obrigados a descer, os múltiplos vencimentos de alguns fossem reduzidos a um só – o maior deles - enfim, as trafulhices fossem desmascaradas e condenadas, a verdade das contas obrigada a ser esclarecida pelo governo, os campos e pescas fossem repostos num outrora mais obreiro, a Educação fosse tornada mais responsável, a Justiça mais justiceira, a seriedade fosse imposta onde ela faltasse.

 

Mas falou em margarinas, eu ainda pensei que fora troca com Margaridas, já expliquei porquê, e o meu marido considerou que os telhados de vidro são muitos, que eles sabem o que fazem, que ninguém se atreve a exigir tanto de um governo habituado a não saber fazer contas e a impor as contas erradas a um povo que também não estudou a tabuada.

 

Porque mesmo que esse que se vê que também quer o palanque não tenha ainda os tais telhados, o seu sonho é pertencer aos que os têm. Por isso se fica nas margarinas – peannuts para os mais poliglotas – e faz alarde com elas para justificar a adesão ao Orçamento para a Nação.

 

O povo tudo fará para continuar a amparar os tais telhados que, para todos os efeitos, reflectem bem o sol do nosso bonito clima soalheiro que nos abriga, sem nos obrigar.

 

Berta Brás

 

(*)http://www.google.pt/imgres?imgurl=https://1.bp.blogspot.com/_kYRFbETl9No/TA98cHsvQUI/AAAAAAAAA3Q/GrSNpeiBfT4/s1600/Pilares%2Bda%2Beconomia%2Bportuguesa%2B2.jpg&imgrefurl=http://porcausasemodivelas.blogspot.com/&usg=__AJPCQE8wAuoATHXOxZoCexuKByE=&h=586&w=862&sz=65&hl=pt-br&start=0&zoom=1&tbnid=oH6DqAVkoK6HHM:&tbnh=108&tbnw=150&prev=/images%3Fq%3Dpilares%252Bda%252Beconomia%252Bportuguesa%26um%3D1%26hl%3Dpt-br%26sa%3DN%26rlz%3D1T4SUNA_enPT292PT293%26biw%3D1003%26bih%3D496%26tbs%3Disch:1&um=1&itbs=1&iact=rc&dur=360&ei=MxzITMPSC5KHswav883GBg&oei=MxzITMPSC5KHswav883GBg&esq=1&page=1&ndsp=15&ved=1t:429,r:0,s:0&tx=67&ty=48

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D