Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

RECORDANDO... -2

  *

Palácio do Hidalcão - Pangim, Goa

 

Palácio do Governo – Este palácio tinha sido nos primitivos tempos uma fortaleza do Hidalcão ou Hidal-Kan, que D. António de Noronha, sobrinho de Afonso de Albuquerque, conquistou pela primeira vez aos mouros em 15 de Fevereiro de 1510.

 

Foi nas proximidades desta fortaleza, entre Panjim e a Penha de França, que o grande Afonso de Albuquerque veio postar-se com a sua frota no Mandovi em 31 de Maio desse mesmo ano.

 

Decorridos alguns dias, o Hidal-Kan, sabedor de que os portugueses por falta de alimentos já iludiam a fome comendo ratos e o couro dos baús, mandou-lhes oferecer víveres e refrescos e participar que pelas armas queria vencer seus inimigos e não pela fome. Ouvindo esta ironia pungente, Afonso de Albuquerque mandou expor na tolda uma quartola de vinho e algum biscoito, que tinha reservado para os doentes, a fim de que os inimigos vissem que ainda não estavam na extrema penúria e respondeu aos embaixadores do Hidal-Kan o seguinte: Dizei ao vosso Senhor que eu lhe sou obrigado mas que não receberei os vossos presentes senão quando formos amigos.

 

Depois disto, como a frota de Albuquerque estivesse recebendo contínuo dano da artilharia da fortaleza, numa madrugada atacou denodadamente a guarnição, reforçada na noite antecedente com mais quinhentos homens e tomou a fortaleza matando cento e quarenta dos inimigos e perdendo apenas um dos seus, afogado no Mandovi.

 

No mesmo dia e ao mesmo tempo toma também de assalto o baluarte de Bardez – Reis Magos – e retira-se com a artilharia, munições de guerra e de boca, que encontrou em ambas as fortalezas, para quatro meses depois voltar a reconquistá-las em 25 de Novembro, dia de Santa Catarina.

 

O Conde da Ega foi o primeiro Vice-Rei que fixou a sua residência (em Dezembro de 1759) no palácio de Panjim, no qual continuaram e continuam a residir os seus sucessores.”

 

In A ÍNDIA PORTUGUEZA breve descripção das possessões portuguesas na Ásia, Vol I, A. Lopes Mendes, pág. 97 e seg.; B.R. Publishing Corporation, Delhi, first published 1886, reprinted 2006

 

*http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://www.embajadadeportugal.com.uy/Portugues/images/hidalcao.jpg&imgrefurl=http://www.embajadadeportugal.com.uy/Portugues/historia.htm&usg=__DgcG1w7E8eadYwvAVcpxwTPX1A0=&h=167&w=300&sz=22&hl=pt-pt&start=0&sig2=_2GnsijztY67aD1OGHDcTA&zoom=1&tbnid=b5i0CcyrHp0IpM:&tbnh=102&tbnw=184&ei=KimvTOqwO47KjAeN8ZTKDw&prev=/images%3Fq%3DPal%25C3%25A1cio%252Bdo%252BHidalc%25C3%25A3o%252BGoa%26um%3D1%26hl%3Dpt-pt%26sa%3DN%26biw%3D1003%26bih%3D551%26tbs%3Disch:1&um=1&itbs=1&iact=rc&dur=513&oei=FSmvTPfgD6mG4gaEo_S8Bg&esq=6&page=1&ndsp=14&ved=1t:429,r:0,s:0&tx=90&ty=58

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D