Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

Mar comum para Portugal e Espanha?

“Correio da Manhã”
Última Hora

2005-07-21 - 03:57:00
Mar comum para Portugal e Espanha

Responsáveis das pescas de Espanha e Portugal reuniram-se ontem em Lisboa, para debater a possibilidade de criação de um ‘mar comum’ para actividades pesqueiras, nos arquipélagos dos Açores, Madeira e Canárias, noticiou a agência espanhola EFE.
Segundo a EFE, participou na reunião o director-geral das Pescas e Aquicultura, Eurico Monteiro, que afirmou que os dois países têm interesse comum em regular o acesso de pesqueiros portugueses e espanhóis às águas dos Açores, Madeira e Canárias.

x - x - x - x - x

Mensagem de 21 de Julho de 2005 ao Director Geral das Pescas:


“Prezado Dr. Eurico Monteiro:

Acabo de ler a notícia sobre a eventualidade de constituição de um "mar comum" a Portugal e Espanha para efeitos de pesca.

Quero acreditar que se trate de uma mentira propalada pelos órgãos de comunicação pois não me passa pela cabeça que tal possa ocorrer.

A desigualdade é tão flagrante que essa medida só se poderia traduzir pela aceitação formal da invasão das nossas águas pela enorme e voraz frota pesqueira espanhola enquanto a nossa capacidade pesqueira é hoje resultado das medidas de abate que o Senhor bem conhece pois que teve que as executar a mando de vários Governos. Em paralelo, nós daríamos muito mais do que receberíamos em dimensão pesqueira pois seriam as sub-zonas dos Açores e Madeira contra as já exauridas Canárias.

Para além de um negócio leonino, não faltará quem considere essa hipótese como uma traição de lesa Pátria.

Não perca tempo a responder-me. Peço-lhe que se concentre no esforço de dizer aos espanhóis que esse mar comum não existirá.

Melhores cumprimentos,

Henrique Salles da Fonseca”

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D