Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

PORTUGAL, UM ÍCONE MUNDIAL - 3

 

UM PAÍS DE MISSÃO
 
SETE ÍCONES MUNDIAIS
 
 
6. O nosso mundo, há muitos séculos, tem alguns ícones geniais que desfrutam de um privilégio de amor e carinho quase universal.
            Nos seus 850 anos de História, Portugal manteve um lugar de destaque no contexto da humanidade. É um dos sete (07) espaços mais sagrados do Planeta Terra.
 
            Dos sete lugares mais sagrados do globo destacamos:
            1) Jerusalém e toda a Terra Santa, espaço dos grandes profetas e berço das três grandes religiões monoteístas: berço do Cristianismo, do judaísmo e do Islamismo.
            Terra de Moisés, de David e de Cristo: o Mundo Bíblico.
            2) Roma, a imperial e trágica Roma, a capital do Mundo e a capital do Cristianismo.
            3) Meca, o pólo central do Islão.
            4) Rio Ganges. O rio sagrado do hinduísmo
            5) Grécia/Atenas, com seu Panteon, celebrando todos os deuses, incluindo o Deus desconhecido, numa perspectiva conciliatória e sem preconceitos.
            6) Portugal – Terra gerida, no seu nascedouro, por Templários que quiseram irradiar pelo mundo a mensagem da fraternidade universal. Uma terra de missão. Este é o país que descobriu dois terços do nosso mundo na incrível epopeia dos descobrimentos.
            7) Santiago de Compostela, palco de grandes peregrinações que cortaram toda a Europa e deram nome à Via Láctea – a Estrada de Santiago, riscada nos céus.
          
         Realço esses sete ícones sagrados universais.
Há outros pelo mundo fora. Estes têm, em mim, um sentido especial.
Todos os países têm seus espaços sagrados que dão alento à nação.
Estou bem acompanhado nesta minha seleção natural.
Portugal e Grécia são os únicos países modernos que gozam de tão alto privilégio.
Vou mais longe: Grécia, Roma, Jerusalém e Portugal são superpotências morais e imateriais da humanidade.
Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra e Rússia são superpotências políticas.
 
(continua)
 
Setembro de 2009
 
 
 José Jorge Peralta

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D