Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

CRÓNICA DO BRASIL

 

O «cara»  e o «bochechas»
 
Está cada vez mais difícil escrever algum comentário à vida política deste tão belo e grande país. Diariamente os jornais, tvs e demais órgãos de informação põem em evidência o podre do regime em que vegetamos, sem educação de base minimamente aceitável nas escolas públicas, sem obras de infra-estruturas que levem ao desenvolvimento e com, pelo menos, 50.000 homicídios por anos. Isto sem contar a esculhambação de governantes e congressistas, alguns, pelo menos sinceros, que afirmam em alto e bom som que se estão lixando para a opinião pública, um dos quais tem uma esposa amantíssima que é prefeita lá no Rio Grande do Sul numa cidadezinha mixuruca e compra, com dinheiro público, para seu uso, um carro de luxo, outro com a carteira de condução apreendida, corre a 190 km/hora nas ruas da cidade e mata dois inocentes, e como é duputedo, perdão, deputado, tem «foro especial» e não vai preso, o (des)governo continua a dar apoio a terrorista nacionais e internacionais, e etc.
E vai daí a UNESCO decidiu dar ao «cara» o prémio “Houphouet-Boigny pela Paz” constituído para homenagear pessoas ou instituições que tenham contribuído para a promoção, a pesquisa e a manutenção da paz!
Já foram homenageados, entre outros, Nelson Mandela, uma das grandes figuras do nosso tempo, admirado e querido em todo o mundo. Mas entregar este prémio ao «cara» do Brasil é uma monstruosidade da UNESCO!
Em defesa do dito salta o senhor «bochechas», membro do júri, que nos tempos em que era do contra, em Portugal, estava exilado em França, coitadinho, e recebia de alguns banqueiros um ligeiro subsídio de sobrevivência igual ao dobro do salário de um director de banco! Argumenta assim Mário Soares: decidimos conceder o prémio a Lula por suas acções em busca da paz, do diálogo, da democracia, da justiça social e da igualdade de direitos...
Tamanha é a enxurrada de inverdades neste «louvor» que enoja! O Brasil é, sem dúvida, o país com o futuro que agora se aproxima, bem mais tranquilo do que os outros emergentes como a Índia ou a China. Em nada o «cara» para isso contribuiu. NADA! Mas há que lisonjear o país, atribuindo-lhe prémios que são uma afronta à ética e à dignidade.
Permite o «homenageado» as maiores desigualdades entre os poderosos e os rouba-galinhas, alimenta com milhões de dólares os grupos bolcheviques terroristas, permite que seus filhos de varredores de zoológicos se tornem bilionários de dia para a noite, com o apoio de adversários políticos, grandes contribuintes para a sua campanha de reeleição, sem pronunciar uma palavra de desacordo, vê (ou não vê?) à sua volta os mais directos colaboradores roubarem impunemente, assiste ao desmonte das forças armadas e ao descalabro do crescendo do tráfico de drogas e à desmoralização das polícias, distribui dinheiro a monte para garantir o voto dos mais ignorantes, e vem o «seu bochechas» fazer a apologia do «cara» e do prémio!
Realmente o mundo anda às avessas! Tudo é uma permanente mentira, um jogo de interesses escusos e mesquinhos e um lançar de poeira nos olhos dos poucos que ainda os conseguem abrir. Até que lhos arranquem.
 
Rio de Janeiro, 15 de Maio de 2009
 Francisco Gomes de Amorim

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D