Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

BULLYING, SINAL DE VIOLÊNCIA

 

 
Ilustração: Editora de Arte/G1
 
 
De tempos em tempos as manchetes dos noticiários  mostram actos de violência nas escolas. No momento as pessoas se espantam, mas logo se esquecem ou até interpretam o ocorrido como se fosse uma situação  de "normalidade”, reflexo da sociedade em que vivemos.   Mas para aqueles pais ou educadores mais atentos, que percebem a gravidade da coisa, ela pode ser precocemente identificada e combatida.
 
Observar os filhos, suas atitudes e palavras, conversar com eles, participar de suas vidas, dar limites, orientá-los e corrigi-los, é o primeiro passo para descobrir e prevenir sinais de possível violência. Crianças que mudam o comportamento, que se tornam  arredias ou agressivas, que de repente não querem ir ou fogem da escola, que se isolam ou aparecem com sinais físicos de agressão, precisam ser “ monitorizadas”, podem estar sofrendo o que a mídia moderna chama de bullying, palavra estrangeira que corresponde ao nosso antigo e conhecido termo "judiar", acto de mal tratar, menosprezar ou ridicularizar outrem.  E para isso a escola tem cada vez mais um papel  importante, porque o que mais se vê são pais sem vocação ou sem tempo, que habitualmente se alienam da educação dos filhos transferindo para babás, instituições ou para as “ruas” os ensinamentos que deveriam dar às suas crianças. Quem não gosta de educar, não tem condições, preparo ou tempo não deveria ter filhos, pois as crianças são os protótipos  da violência, como vítimas ou como origem, tudo vai depender  da atenção e da educação recebidas.  
 
Os antigos já sabiam e diziam: "A educação começa em casa".  E se estende na Escola, com o aprendizado da cidadania.  .
 
 Maria Eduarda Fagundes
Uberaba, 03/05/09

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D