Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

O ESCONDE-ESCONDE DO GOVERNO

 

 
 
Vira e mexe o governo, através dos seus representantes, divulga com toda a pompa e circunstancia, na TV, a liberação de recursos para a área da saúde ou para a área social. O foco é sempre algum programa ou procedimento de repercussão popular, dito essencial para o bem-estar do brasileiro. Coisa desejável e muito louvável, se considerarmos a deficitária situação nessas áreas.
 
No entanto, o que causa espécie é que periodicamente os investimentos circulam muitas vezes sem continuidade e manutenção na sua execução. Parecem flashes financeiros. O que não dá para entender é ver o presidente fazer “campanha” ao lado da ministra Dilma Rouseff, sua candidata à futura presidência, usando, de forma apelativa, a doença dela (linfoma) para mostrar a força de superação do povo brasileiro e não dizer que para superar o problema, a ministra teve ajuda de uma medicação de alto custo (Rituximabe/ 8 mil reais o frasco), não disponível aos brasileiros que recorrem ao SUS.
 
E como entender o que ocorre com os médicos que trabalham no serviço público? Enquanto alguns contratados, pela necessidade de preenchimento de vagas, já entraram com salários reajustados, outros, efectivos do serviço público, dependendo das entidades onde trabalham, ainda lutam para obter equidade salarial. A desculpa do governo é sempre a mesma, a falta de dinheiro provocada pela crise económica mundial. Só não explica porque após o encontro dos G20, em 4 de Abril, o Brasil declarou que vai emprestar ao FMI, 10 biliões de dólares, sendo que ainda não ajudou as vitimas das chuvas torrenciais e dos desmoronamentos que atingiram o sul do país há algum tempo. Será que o presidente se esqueceu do ensinamento que diz “ A caridade começa em casa”?
 
A impressão que dá é que o governo aparece e desaparece com o dinheiro quando bem entende. Leva-o para onde quer e lhe interessa. ... E o povo continua na esperar uma nova campanha, com liberação de verba.
 
 Maria Eduarda Fagundes
Uberaba, 06/05/09

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D