Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

Benzedura açoriana

 

 
 
[bruxa.jpg] 
  
 
Os paises lusófonos têm uma verdadeira indústria de superstições, lendas, fábulas, provérbios e refrãos populares. A nossa cultura é rica em personagens como lobisomem, alma penada, bruxas, mula sem cabeça. Procuramos benzedeiras para tratar da saúde e quiromantes para adivinhar o futuro. Somos um povo supersticioso por natureza. Mesmo aquele que diz não acreditar em azar não passa debaixo de uma escada, logo dizendo, que é para que ela não lhe caia na cabeça.
Para relembrar um dos aspectos da velha “açorianidade”, lá vai uma oração para tirar o mau-olhado:
 
Dos olhos que te deram quebranto,
Quatro te tirarão:
Virgem Maria e o senhor São João
 
Reza-se o Credo três vezes.
 
Uma salve-rainha a Nossa Senhora da Conceição,
A Santo António e a São João,
Que tire este mal e o ponha no mar sagrado,
Que não faça mal a ninguém
 
Reza-se a salve-rainha três vezes.
 
Credo em cruz, santo nome de Jesus (três vezes).
Arreda atrás satanás (três vezes)
Credo em cruz (três vezes)
Abrenúncio (três vezes).
 
A pessoa que diz a oração benze-se três vezes dizendo:
 
Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
 
Pobres Santos têm sempre muita coisa a fazer!
 
Nota:
Benzedura retirada do livro de Olímpia Soares de Faria, O Nosso Falar Ilhéu.
 
 Maria Eduarda Fagundes
Uberaba, 26/03/09
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D