Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

Um Imperador poeta

 

 
 
                                                                   
                                  
 
Segundo o escritor Heitor Moniz, D. PedroII, o segundo e ultimo imperador do Brasil, era um homem culto, porém pacato e reservado, bem diferente de seu pai, o impulsivo e arrebatado D. Pedro I.  Mesmo tendo casado sem amor, em matrimonio arranjado, como era comum entre reis e monarcas dos séculos passados, dedicou à sua desgraciosa, porém bondosa esposa um carinho e uma amizade que podem ser constatados no poema que lhe dedicou quando ela morreu quase dois meses depois de sair do Brasil para o exílio, quando caiu a monarquia:
 
Corda que estava em harpa mal tangida
Assim te vais ó doce companheira
Da fortuna e do exílio verdadeira
Metade da minha alma.
 
De augusto e velho trono haste partida
E transplantada à terra brasileira
Lá te fizeste a sombra hospitaleira
Em que todo o infortúnio achou guarida.
 
Feriu-te a ingratidão, no seu delírio
Caíste e eu fico a sós, nesse abandono.
Do teu sepulcro vacilante círio!
 
Como foste feliz! Dorme o teu sono...
Mãe do povo, acabou-se o martírio;
Filha de reis, ganhaste um grande trono.
 
Ainda no exílio, dois anos depois, D. Pedro II iria se juntar à companheira e amiga.
 
Maria Eduarda Fagundes
Uberaba, 18 de março de 2009

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2005
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2004
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D