Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

LEITURAS DE HOJE E DE ONTEM – 2

 

 
É daquelas coisas. Passei pelos escaparates e olhei para a capa do livro. O autor não me dizia nada e o título também não. Comprei e li. Não estou arrependido, nem deixo de estar. O que me chamou a atenção foi a capa, com a árvore solitária na paisagem e sobreposta na transparência de um rosto de olhos fechados e o olho esquerdo fechado parece uma nuvem negra ameaçadora sobre a árvore e lembrei-me do meu poema “Outonia” que era sobre uma árvore. O livro com o título “Mais Rápido que a Terapia” é da Editora Pergaminho (Colecção Desenvolvimento Pessoal), cujo autor, Richard Carlson (1961-2006), era psicoterapeuta, especializado em gestão de stress e doutorado em Psicologia pela Universidade de La Sierra, Riverside, Califórnia (*).  
 

OUTONIA

 

O Outono chegou.
Chegou em mudança.
Inconstante, como sempre.
Ora com roupas de Inverno,
Ora de Verão.
A Árvore estava lá.
Deixava cair folhas amarrotadas,
Amarelas e castanhas.
Preparava-se para mudar.
Todos mudamos.
E renascer...?
Renasceremos???
A Árvore
De que vos falei,
Estava lá, desnudando-se.
Lembram-se?...As folhas caindo...
O Olhar?
Esse seguia a trajectória rude
Das folhas secas,
Amarelas, castanhas,
Amarrotadas.
Um outro Tempo,
A mesma Árvore.
Um outro Tempo,
O mesmo Olhar.
Um outro Tempo
E,
Certamente,
Lágrimas diferentes.
Uma Primavera,
No Outono.
 
Luís Santiago

  
Pessoalmente, não comungo da tese do Livro que se baseia numa série de teorias sobre o confronto da nossa consciência espiritual sobre nós próprios, passado, presente e futuro. Não acredito na eficácia das virtudes da autoanálise e autoajuda. Seria fácil demais. Creio que uma ou outra mente superior possa fazê-lo, mas, o ser humano comum necessita de auxílio, é um animal carente de solidariedade. Defendo, pois, que para os nossos males da mente, precisamos de fazer psicanálise e de um profissional competente que nos ajude. De qualquer das formas o livro é uma das tentativas de aprofundar o conhecimento da psique humana que como tal não rejeito. Alguém algures alguma vez no tempo me confessou que vivia atormentado pelos segredos da sua consciência e eu lembro-me de lhe ter respondido que os segredos da nossa consciência são como os escolhos que flutuam no mar, existem e quando menos se espera dão à costa... 
 
(*) Informação recolhida na Wikipédia livre
 
 
 
 Luís Santiago

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D