Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

COISAS LIDAS - 2

 

 
Perdido na tradução
 
 
O crítico do nova-iorquino IHT International Herald Tribune mostra que sabe pouco de literatura quando diz que António Lobo Antunes constrói propositadamente textos ilegíveis para confundir o leitor e não o deixar  perceber que se trata de “Soap Opera”.
 
 
 
“Soap Opera” (ópera de sabão) era o nome dado às novelas radiofónicas dos anos 30, do século passado,  que tinham por  finalidade vender uma determinada marca de sabão. Como se sabe, o sabão fez as grandes fortunas dessa época, tanto nos EUA, como noutros países, incluindo Portugal. Portanto o Soap era uma variante da lengalenga do vendedor de banha de cobra: - entretinha o público e despachava o sabão.
 
Entende Will Blyth (International Herald Tribune, 21 de Novembro) que a técnica do novelista português se assemelha à do guia de montanhismo que faz das dificuldades da escalada o propósito do exercício, pois já sabe que a paisagem que se enxerga do cimo não tem o menor interesse. Segundo Blyth, a novela – “Que farei quando tudo arde” – divide-se em três partes: na primeira, o protagonista-narrador informa o leitor sobre o que lhe vai contar; na segunda, conta o que tem a contar e, na última, relata ao leitor aquilo que lhe contou. E assim consome 400 páginas.
 
Alguma coisa se deve ter perdido na tradução, pois o A. Lobo Antunes que nós lemos em português não vende sabão. Nada disso. O prémio Camões, 2007, é  um criador. Como Malraux, prefere a criação à perfeição e vai mais longe, muito mais longe, do que Malraux.
 
Luís Soares de Oliveira

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D