Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

Status ao contrário

 

 
 
 
 
É frequente as pessoas com menos estudo e preparo dizerem que quem não estudou tem que ganhar a vida no trabalho duro, suado, quando o individuo fica de pé, do amanhecer ao final do dia. E que emprego bom é aquele em que o sujeito fica sentado, no bem-bom, escrevendo ou lendo, num escritório ou consultório, de preferência com ar refrigerado e computador, com o mundo ao alcance de uma tecla. Será que essas pessoas têm razão?
 
Estudos médicos de reumatologia e ortopedia dizem que na realidade não é bem assim. Dependendo do tipo de serviço, trabalhar ao ar livre e em movimento é melhor para a saúde em geral e para as articulações e coluna em particular que ficar enfurnado num ambiente fechado, preso a uma cadeira.
 
Desde os tempos antigos o acto de receber sentado era considerado sinal de importância e distinção social.  Das varandas das fazendas do século passado, o Coronel assistia, sentado, ao trabalho dos seus peões nas cocheiras e currais. Era ainda nessa posição que os recebia para conversas ou recomendações. Nas sociedades antigas os deuses e reis tinham à sua disposição cadeiras sumptuosas, tronos, onde acomodados, davam entrevistas e a graça de suas aparições. Ficar sentado perante os seus congéneres representava status e autoridade. Só após a revolução francesa e a independência dos USA, com o advento da democracia, onde todos os indivíduos eram considerados “iguais” perante a sociedade, os governantes do Estado e as autoridades constituídas passaram a se levantar para cumprimentar ou receber os seus concidadãos e a conversar de pé, ombro a ombro, ressalvando algumas regras de etiqueta. Às senhoras e pessoas idosas se manteve essa distinção, agora como prova de boa educação e consideração.  
 
Se com a queda da nobreza caiu o hábito de ficar sentado para receber, com a democracia surgiu a ideia que seria mais cómodo e prestigioso trabalhar dessa maneira, sinal de status ao contrário!
 
 
 
 
 
Sob o aspecto médico, tudo é relativo. Dependendo do caso, trabalhar sentado pode ser mais confortável, mas só para as pernas daquele que tem problemas de ordem circulatória. Mesmo assim é necessário movimentar os pés, e levantar-se periodicamente para ativar a circulação. Já para os ortopedistas, o ficar de pé e em movimento, é mais salutar para as articulações, músculos, ossos e coluna, pois o acto de sentar-se exige rotação e cifose lombar forçadas, onde as articulações lombo-sacras ficam estiradas pelo desencaixe que a coluna sofre ao sair da sua posição erecta e anatómica. Ficar sentado muito tempo, estira os músculos entre as vértebras, provocando uma contração constante e, em consequência, uma má circulação local, com dor e desconforto na região das costas.
 
Logo, como se vê,... nem tudo é o que parece!
 
  
 
 
Maria Eduarda Fagundes
Uberaba,19/09/08

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contador


contador de visitas para site

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2005
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2004
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D