Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

CARTAS DE AMOR – 2

 

 
RESPOSTA DO QUAMBACUDONO
TOYOTOMI HIDEYOCHI
A
D. DUARTE DE MENEZES,
VICE-REI DA ÍNDIA
 
 

1. Recebi a carta que Vossa Senhoria me mandou de terras mui afastadas, a qual, abrindo e lendo-a, me parecia de ver a distancia de milhares de legoas que há por mar e por terra. E, como nella dizia, este reyno de Japão comprehende mais de sesenta estados e senhorios, nos quaes pelo discurso do tempo passado houve grandes perturbações e guerras, e pouca quietação e paz, porque os maos e perversos, maquinando traições, se ajuntarão em grande numero não querendo obedecer aos mandados d’El-Rey.

 

Pelo qual eu na flor de minha idade de continuo me entristecia e affligia, e de longe fui considerando o modo maravilhozo e importante para sogeitar as gentes e governar bem os reynos, fundando-me em três virtudes, scilicet, amoroza affabilidade em tratar com os homens, discreta prudência em julgar as couzas, e esforço e valor de animo; com os quaes sogeitei e governo todos estes reynos, tendo compaixão dos lavradores que trabalhão em cultivar a terra, e favorecendo-os, e opprimindo e castigando rectamente os homens. E com isto restitui a paz e tranquilidade a estes reynos, e em breves annos se unio a Monarquia de Japão e ficou tão forte e quieta, como huma pedra muy grande que se não pode abalar; e assim athé dos reynos estranhos e lugares remotos vierão conhecer sogeição e dar obediência. Pelo que agora por todas as quatro partes destes reynos hé El-Rey, meu prudente senhor, obedecido, e por sua ordem exercitei e manifestei o poder de bom capitão, de tal maneira que todos estes estados lhe estão sogeitos, matando eu os maos e perversos; e tirando os ladrões por mar e por terra, faço viver em paz os lugares e povos de todos estes reynos, de modo que gozão agora de huma summa tranquilidade. E em todo cazo tenho determinado que hei-de passar a tomar o reyno da China, e em breves dias navegarei para lá, nam tendo duvida de o sogeitar à minha vontade. E assim chegando-me mais para esses reynos haverá commodidade para mais e mais nos communicarmos.

 

 

2. Quanto aos Padres, este reyno de Japão hé reyno dos camis, os quaes temos que são huma mesma couza com o Xin, que hé principio de todas as couzas, o qual Xin hé a substancia e verdadeiro ser de todas ellas; e assim todas as couzas são huma mesma couza com este Xin e nelle se rezolvem. O qual se chama na China Jutô e no Tengicu Buppô. E na observância das leys destes camis, consiste toda a policia e governo de Japão, a qual policia nam se guardando não se conhece a diferença entre os senhores e vassalos, e pelo contrario guardando-se, se aperfeiçoa a união que deve de haver entre elles, e entre os pays e filhos e maridos e mulheres; pelo qual assim o governo interior, como exterior dos homens e dos reynos, está posto na observação desta união e policia.

 

3. E os Padres vierão estes annos atraz a estes reynos a ensinar outra ley para salvar os homens, mas, porquanto nós outros estamos assentados nestas leys dos camis, não temos para que dezejar de novo outras leys: porque mudando a gente varias opiniões e leys, hé couza prejudicial para o reyno, e por esta cauza tenho mandado que os Padres se vão de Japão, e prohibido que se não promulgasse esta ley, e que nenhuma pessoa venha daqui adiante a pregar leys novas a esta terra. Com tudo isto dezejo que tenhamos communicação, a qual de lá querendo, está este reyno franco e limpo de ladrões por mar e por terra; e aos que vierem com suas mercadorias, dou licença que possão vir e vender tudo livremente sem ninguém os impedir, e V. Senhoria assim o haja por bem e faça disto entendimento.

 

Recebi as couzas que me mandou de prezente dessas partes do Sul, todas assim como na sua me dizia, com as quaes folguei; e mando outras destes reynos com hum rol em outro papel apartado, com as peças e nomes de quem as fez. E no mais me remeto ao embaixador que o diga, e por isso não sou mais largo.
 
Escrita aos 20 anos da hera Tenxó, aos 25 dias da 7ª lua (1 de Setembro de 1592)
Toyotomi Hideyoshi
Quambacu
(1536-1598)
E no fim está a chapa de seo sello.
 
 
Lista dos presentes ao vice-rey da Índia
 
Ofereço-vos os seguintes:
Tachi (espada comprida) da autoria de Cunifusa *
Yöken (espada de cinta) da autoria de Mitçutada *
Wakizaxi (espada pequena) da autoria de Sadamune
Nagagatana (espada comprida) da autoria de Akifiro
Catchu (armadura de duas peças) *
Fôate (protector do rosto)
Sode (colete de seda)
Tetçugai (capacete de ferro)
Axiate (protector das pernas)
 
Aos 20 anos da hera Tenxó, aos 25 dias da 7ª lua
 
 
* - Encontra-se indevidamente na Real Armeria, em Madrid, em vez de em Portugal, por exemplo, no Museu Militar
 
(extraviados os originais da carta e da lista de presentes, apenas são conhecidas a tradução castelhana que consta das Cartas Anuais da Companhia de Jesus no ano de 1592 e a tradução portuguesa do Padre Luís Fróis SJ publicada na sua Historia de Japam)
 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D