Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

A doença do século XXI

 

 

"A criança doente"

Edvard Munch (1863-1944)

 

A projeção de uma vida mais longa para o homem, através da possibilidade de diagnósticos precoces de doenças e do acesso a novos e eficientes medicamentos, e as exigências crescentes da sociedade atual têm trazido situações de estresse que desencadeiam manifestações e sintomas de depressão, a quinta doença mais freqüente no mundo de hoje, segundo a OMS.

 

Por motivos discutíveis e não definitivos, como as alterações hormonais e o estilo vida mais desgastante, com duas a três jornadas de trabalho diário, a mulher é a vitima mais freqüente dessa patologia, na relação de duas mulheres para cada homem. Fatores de origem genética, hereditários e familiares, também são determinantes. Filhos de pais que sofrem distúrbios depressivos têm 30% mais chance de desenvolver a doença. 

 

A antiga doença da alma, a depressão, é organicamente determinada pela baixa produção de dois neurotransmissores (substancias que propagam os estímulos nervosos cerebrais), a serotonina (promotora da motivação, energia e atenção) e a noradrenalina (influi no apetite e impulsividade) que juntas regulam o humor e as funções cognitivas. Clinicamente é caracterizada pela perda de interesse ou prazer em todas as atividades, pelo humor deprimido, por alterações do sono e do apetite, pela fadiga constante, pelo sentimento de impotência e inutilidade, pela diminuição da capacidade de pensar e de se concentrar, e até, em alguns casos, pelas tendências suicidas. É importante diferenciar esses sinais e sintomas de outras situações que têm uma causa definida, como a tristeza (luto, perdas, etc.), que é passageira, e outras patologias hormonais (tiroidianas) e drogas.

 

Como é uma doença que atinge principalmente o emocional da pessoa, muitas vezes é não adequadamente avaliada e tratada.

Os tratamentos modernos são cada vez mais eficazes. Combinação de  apoios profissional e medicamentoso e até utilização do eletrochoque, procedimento agora mais seguro, acompanhado por computador e anestesista, indicado, por exemplo, em casos graves de pacientes gestantes ou lactantes que não podem receber medicações antidepressivas.

 

Houve época em que as pessoas depressivas eram até consideradas criativas, coisa duvidosa, pois é sabido que a maioria fica apática e improdutiva.  Marilyn Monroe e a princesa Diana , a Lady Di,  são exemplos de indivíduos famosos que tiveram durante a vida sinais de depressão.

 

Apesar das orientações profissionais e das medicações cada vez mais potentes e seguras, as tensões e solicitações do mundo moderno estão levando pessoas de todas as idades e sexos, níveis socioeconômicos, raças e culturas, a um aumento de casos de depressão, doença que atinge uma geração cada vez mais individualista, competitiva e sozinha.

 

Maria Eduarda Fagundes

Uberaba, 26/03/08

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D