Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

CRÓNICA DO BRASIL

Sem  título  (por  vergonha!)

 

No último texto, sobre a desgraça que é a Palingenesia  Política,  indicavam-se, para se ter uma pequena noção do descaso político dos que (não) reinam nesta terra, alguns números sobre doenças.

Mesmo a propósito, o jornal “"O Globo"” de ontem, dia 10, trazia uma página inteira sobre a saúde -  falta dela - no país. Os números, são tristes, vergonhosos:

- 80.000 mil novos casos de tuberculose por ano, 40.000 de hanseníase, diarréia e infecções intestinais matam mais de 10.000, morrem de pneumonia quase 36.000, 7.000 de desnutrição, 33.500 por doenças da pobreza, o que significa uma média de 226 mortes diárias e 49.000 por falta de assistência médica.

Isto num país que tem em muitos hospitais médicos e medicina de primeiro mundo, investigação e destacáveis avanços na ciência médica, mas que prefere dar esmola ao povo, comprando votos com o famigerado programa Bolsa Família, do que interessar-se  MESMO pelo bem estar geral, resolver os problemas de raiz, como instrução, saneamento, prevenção de saúde, e...

Ao mesmo tempo o tal grande líder afirma que se ele comparecer a qualquer hospital para ser atendido, receberá a mesma atenção do que qualquer cidadão brasileiro! É preciso ser-se muito cínico e muito mentiroso para se fazerem afirmações como esta. É ofender a pobreza, a ética (que foi varrida do país) e a dignidade de qualquer ser minimamente pensante.

Há dias um filho meu, depois de passar quatro horas aguardando para ser atendido num hospital, na cidade do Rio de Janeiro - para lhe tirarem o gesso dum braço - ouviu como "solução" que naquele hospital não faziam esse serviço!!!

Faltam medicamentos, equipamentos, instalações hospitalares e de postos de saúde condignos, super faturam-se os medicamentos ou até se chegam a comprar comprimidos falsificados, contendo somente amido ou farinha, deixam-se apodrecer ou enferrujar equipamentos e ambulâncias por "falta de verba", de manutenção e mais uma porção de infamantes etceteras. Rouba-se muito. A corrupção é imensa.

Entretanto o grande líder que, em 2007, fez 94 voos no seu super luxuoso Airbus, o "Aerolula", paga aos três tripulantes algo como R$ 1.350.000  - um milhão trezentos e cinquenta mil reais por ano! - por ano, mais de meio milhão de Euros. Não se pode dizer que isto seja escandaloso porque não existe palavra no nosso quase inesgotável idioma, que caracterize desequilíbrio tão monstruoso.

E agora vem aí outro escândalo: o dos cartões de crédito corporativos! Até uma das filhinhas de sexa grande líder usa o cartão do governo federal para comprar porcarias nos camelôs.

Meu Deus, meu Deus, porque nos abandonaste?

 

Rio de Janeiro, 11-fev-08

Francisco Gomes de Amorim

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2005
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2004
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D