Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A bem da Nação

CRUZEIRO DO SUL

Rir  ainda  é  um  bom  remédio

 

 “O Globo teve uma maneira original de proporcionar aos seus leitores um Novo Ano Alegre, contando as piadas que algumas insolências tiveram a (infeliz) oportunidade de proferir ao longo de 2007.

Daqui a dias faz um ano que o (des)governo anunciou um estrondoso PAC - Plano de Aceleração do Crescimento - que mereceu um comentário meu (PAC-PAC-PAC), desconfiando que tudo aquilo não ia além de uma mentira pegada, porque verba para o cumprimento do tal PAC não havia. Nem há. Até hoje.

Entretanto, sexa grande líder, num discurso às massas, defendendo o projecto, presidencialmente afirmou:

- “Um prefeito constrói um PACzinho na sua cidade, e aí...  um PACzinho aqui, um PACzinho ali, a gente vai resolver o problema de infra-estrutura!”

Que beleza de programa de governo! Nos lugares mais pobres um prefeito constrói uma bica d'água e logo o abastecimento fica resolvido!

Resolver-se o problema de infra-estrutura deste país, do tamanho de um continente, com um Paczinho aqui e outro acolá! Grande visão!

Há poucos dias um bispo decidiu fazer greve de fome para lutar (inutilmente) contra a anunciada transposição do rio São Francisco, o maior rio totalmente brasileiro que, segundo o governo, irá abastecer povoações carentes, mas que parece se destina mesmo é ao agro-negócio, ao grande investimento, ao capital.

Sua insolência, o tal grande líder, ficou chateado com o bispo e, pela TV comentou:
- “Eu sei o que é greve de fome. Dá uma fome danada!”

Descobriu a pólvora! Como deve ter descoberto ao pronunciar, sempre enfaticamente, no Dia Internacional da Mulher:

- “Sexo é uma coisa que quase toda a gente gosta e é uma necessidade orgânica!

Brilhante! Não se sabe se isto vem dos seus conhecimentos de biologia ou de... farras!

Numa colectiva com o seu famigerado colega George Bush:

- “Estamos andando com muita solidez para acharmos o ponto G de um acordo!”

Ninguém ficou sabendo de quem seria o tal ponto G, mas reuniões entre grandes líderes devem manter um certo secretismo para o mundo...

Como o 2008 está aí para ser mais um ano... igual aos outros todos que passaram e se esfumaram nos tempos, sexa um dia definiu, com uma clareza impressionante, qual a sua visão de estadista, de administrador, de um país:

- “Em determinados cargos (...) a gente faz quanto pode, e se não pode a gente deixa como está para ver como é que fica!”

É o que se tem visto! Grandes lições de filosofia política, orgânica, administrativa, como estas, só podem vir mesmo é de um grande...

Rimos agora, mas depois choramos, enquanto ficamos a aguardar o tal teimoso futuro que, com este tipo de liderança, não vai chegar nunca.

 

Rio de Janeiro, 1 de janeiro de 2008

Francisco Gomes de Amorim

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D