Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A bem da Nação

CRUZEIRO DO SUL

Rir  ainda  é  um  bom  remédio

 

 “O Globo teve uma maneira original de proporcionar aos seus leitores um Novo Ano Alegre, contando as piadas que algumas insolências tiveram a (infeliz) oportunidade de proferir ao longo de 2007.

Daqui a dias faz um ano que o (des)governo anunciou um estrondoso PAC - Plano de Aceleração do Crescimento - que mereceu um comentário meu (PAC-PAC-PAC), desconfiando que tudo aquilo não ia além de uma mentira pegada, porque verba para o cumprimento do tal PAC não havia. Nem há. Até hoje.

Entretanto, sexa grande líder, num discurso às massas, defendendo o projecto, presidencialmente afirmou:

- “Um prefeito constrói um PACzinho na sua cidade, e aí...  um PACzinho aqui, um PACzinho ali, a gente vai resolver o problema de infra-estrutura!”

Que beleza de programa de governo! Nos lugares mais pobres um prefeito constrói uma bica d'água e logo o abastecimento fica resolvido!

Resolver-se o problema de infra-estrutura deste país, do tamanho de um continente, com um Paczinho aqui e outro acolá! Grande visão!

Há poucos dias um bispo decidiu fazer greve de fome para lutar (inutilmente) contra a anunciada transposição do rio São Francisco, o maior rio totalmente brasileiro que, segundo o governo, irá abastecer povoações carentes, mas que parece se destina mesmo é ao agro-negócio, ao grande investimento, ao capital.

Sua insolência, o tal grande líder, ficou chateado com o bispo e, pela TV comentou:
- “Eu sei o que é greve de fome. Dá uma fome danada!”

Descobriu a pólvora! Como deve ter descoberto ao pronunciar, sempre enfaticamente, no Dia Internacional da Mulher:

- “Sexo é uma coisa que quase toda a gente gosta e é uma necessidade orgânica!

Brilhante! Não se sabe se isto vem dos seus conhecimentos de biologia ou de... farras!

Numa colectiva com o seu famigerado colega George Bush:

- “Estamos andando com muita solidez para acharmos o ponto G de um acordo!”

Ninguém ficou sabendo de quem seria o tal ponto G, mas reuniões entre grandes líderes devem manter um certo secretismo para o mundo...

Como o 2008 está aí para ser mais um ano... igual aos outros todos que passaram e se esfumaram nos tempos, sexa um dia definiu, com uma clareza impressionante, qual a sua visão de estadista, de administrador, de um país:

- “Em determinados cargos (...) a gente faz quanto pode, e se não pode a gente deixa como está para ver como é que fica!”

É o que se tem visto! Grandes lições de filosofia política, orgânica, administrativa, como estas, só podem vir mesmo é de um grande...

Rimos agora, mas depois choramos, enquanto ficamos a aguardar o tal teimoso futuro que, com este tipo de liderança, não vai chegar nunca.

 

Rio de Janeiro, 1 de janeiro de 2008

Francisco Gomes de Amorim

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D